Blog do Rovai

22 de janeiro de 2019, 06h35

Globo já está no projeto Mourão 2019

Evidente que não se pode desprezar a possibilidade de uma composição entre a empresa dos Marinhos e a família Bozo, mas hoje não é o que se encaminha.

Reprodução/Jornal Nacional

A Globo não disfarça mais sobre qual e o seu projeto a curto prazo, derrubar Bolsonaro. Ou no limite torná-lo um pato manco ou um jacaré banguela.

No JN de ontem a vênus platinada deu generosos minutos para o general que assumia a presidência em substituição ao capitão que foi passar vergonha em Davos. E ao mesmo tempo detonou Flávio Bolsonaro, demonstrando por a + b que o álibi do dinheiro do apartamento depositado em 48 vezes de 2 mil reais não se sustentava.

As datas da venda do imóvel não correspondem a dos depósitos.

A situação da família Bolsonaro se complica a cada dia e a Globo já decidiu que vai fazer de tudo para que se complique cada dia mais.

E tomou essa decisão por quê? Qual é o motivo que lhe faz ir pro pau tão no começo de um governo?

O motivo é Mourão, que é mais confiável na cúpula militar do que Bolsonaro. E a Globo já percebeu que a coluna vertebral deste governo é as Forças Armadas.

E que se necessário for, eles abrem mão do capitão e seguem o projeto com o general.

E isso não lhes será nada custoso. Até porque se tivessem podido escolher, Bolsonaro não seria o candidato do projeto intervenção militar pelo voto.

Evidente que não se pode desprezar a possibilidade de uma composição entre a empresa dos Marinhos e a família Bozo, mas hoje não é o que se encaminha.

O cardápio do dia é a Globo piscando para os militares e dizendo que ela pode estar ao lado deles se quiserem ir de Mourão.

Para o país é difícil saber o que é pior, para o campo progressista o pior é uma solução do tipo tira o bode da sala e vamos acelerar. O bode é deles.

Eles que se virem com ele.