Sheherazade e sua turma ao estimularem o ódio são sim sócios da barbárie

Homem agrediu dona de casa com um...

Homem agrediu dona de casa com um pedaço de madeira em Guarujá, SP (Foto: Reprodução / TV Globo)

Valmir Dias Barbosa, o homem da foto acima, foi detido no bairro Morrinhos, a mesma região onde Fabiane Maria de Jesus foi brutalmente espancada até a morte, no Guarujá, litoral de São Paulo. Ela foi vítima de uma brutalidade insana. E ele em boa medida vítima do ódio distribuído em pilulas diariamente pela mídia tradicional por pessoas como a apresentadora Rachel Sheherazade, que ainda é âncora do Jornal do SBT e que estava de namoro com a Band para ir ganhar 350 mil reais por mês para voltar a incentivar a violência numa outra concessão pública.

Valmir foi reconhecido após as imagens do linchamento terem sido entregues à polícia. Outras duas pessoas foram levadas à delegacia. Segundo o delegado responsável pelo caso, elas testemunharam os fatos, conheciam a vítima e o homem que foi preso.Em sua defesa, Valmir alegou que tem filhos e que participou da ação por acreditar que as acusações à vítima, de que sequestrava crianças para rituais de magia negra, eram verdadeiras. “Aconteceu e aconteceu. Não posso fazer mais nada”, teria dito.

Valmir é o principal suspeito do crime, já que teria sido ele quem acertou a cabeça de Fabiane com um pedaço de madeira. “Dá a impressão que aquilo piorou a situação dela, o que contribuiu e reforçou que seja ele o principal autor desse homicídio”, afirmou o delegado à imprensa local.

Segundo o delegado, outras cinco pessoas aparecem em algumas imagens e a polícia depende da identificação e do endereço desses suspeitos para encontrá-los. Fabiane foi vítima dessas pessoas. Mas os autores são vítimas, em boa medida, repito, da disseminação do ódio praticado por comunicadores como Sheherazade, que ganha dinheiro clamando por justiceiros. E não por justiça. E que vai continuar fazendo isso enquanto nossa mídia for esse mar de lama atual. E vai continuar fazendo pose por aí, enquanto Valmir vai apodrecer numa cadeia pelo ato bárbaro que cometeu e seus filhos vão ficar desprotegidos. E enquanto Fabiane está morta. É por isso que lutar contra insanidades que Sheherazade vocifera não é censura. É lutar pelos direitos humanos. E impedir a barbárie.

rachel-sheherazade1
No artigo

82 comments

  1. Mari Responder

    Concordo sim. Apregoar violência em uma concessão pública é absurdo, mas acho que nem grudando o código de ética dos jornalistas na cara da Sheherazade ela larga o papo do “cidadão de bem” e da “moral e bons costumes”, Como se bem e mal fossem conceitos fechados. Só não entendi quem é a “Valéria” que você menciona no texto.Seria a Fabiane?

    1. Joaquim Moura Responder

      Quer dizer que a culpa é da Sherazade? É ela a culpada pela falta de confiança da populaçao na Lei, na Ordem, na Justiça? Na polícia e nos governantes? Ela apenas falou que a população está descrente das autoridades constituídas para defendê-la, e está crescentemente recorrendo a “fazer justiça com as próprias mãos”. Não devemos culpar a mensageira pelas más notícias que veicula. Será Sherazade responável pela vulgarização e brutalização da cultura brasileira, que está na base dos nossos 60 mil assassinatos no ano passado? Será ela culpada por torcedores se matarem aos fins dos jogos? De o inventor dos rolezinhos ter sido morto à saída de um baile funk? É a cultura populista brasileira que precisa parar de estimular a brutalidade, o sexismo, a violência. Será Sherazade culpada pelo MMA e UFC se tornarem o segundo esporte mais popular no Brasil?

      1. Enel Responder

        Concordo totalmente com o Joaquim. Se há selvageria, deve-se ter algum bode expiatório?Por que não ela?Se ela tem este potencial de instigar as massas, então sugiro que a mesma mude o Brasil, já que é tão poderosa para convencer um bando de gente que nem assistem jornal a fazer aquilo…ah!!!Porfa!

      2. Maicon Responder

        Concordo plenamente com você Joaquim. Estão distorcendo e muito os comentários feito por ela.

    2. Cesar Responder

      Concordo plenamente com Joaquim! Até parece que aquelas pessoas assistem jornal. Fala sério!!

  2. Lamarca73 Responder

    fora de pauta:

    …e tem senador tucano que ficou nervoso essa semana só por causa da palavra “supostamente”:

  3. Julio Responder

    Essa matéria cheira esquerdista…. Essa revista deve receber patrocínio do governo para postar uma coisa dessa. Linchamentos acontece todos os dias e em todos os cantos do Brasil e do mundo. Agora vão colocar a culpa da falta de instrução do povo na Rachel? A culpa é do governo que só rouba e não educa!

    1. EP Responder

      “Essa matéria cheira esquerdista”. Isso no Blog do Rovai dentro da Revista Fórum. Você é novo na Internet?

    2. Fernando Responder

      Se só um esquerdista é capaz de enxergar o desfavor que essa Raquel faz ao país. Viva a esquerda!

      1. ana cristina Responder

        Ridículo isso… eu assisto a Raquel e nunca fui agredir ninguém na rua. isso ai que foi feito com essa mulher foi e falta de educação, respeito ao próximo drogas bebidas e principalmente falta do que fazer. Pois se estes homens e mulheres que agrediram e filmaram estivessem trabalhando isso não teria acontecido. E fácil jogar a culpa nos outros mas se e jogar a culpa em alguém então a culpa e do governo que não da uma qualidade de vida decente pra algumas pessoas, há sem esquecer do dono da pagina que teve a infeliz ideia de divulgar um retrato falado de uma mulher totalmente diferente este sim excitou a violência . E não e jornalista….

    3. Antonio Responder

      Quando alguém dá piti na tv criticando a sociedade, governo, incentivando a violência é apenas liberdade de expressão. Quando alguém critica essa atitude cheira a esquerdismo? E qual o problema em ser de esquerda? Como pode um pobre, alguém que não faz parte da elite econômica estar alinhado com pensamentos que são próprios de elites?
      Não vejo mal em ser esquerda. E criticar a postura da jornalista é também liberdade de expressão. Erro de fato existiria se ela tivesse sido levada a uma sala de tortura por apenas expressar o que pensa, como se fazia na época da ditadura, aliás, de direita.
      Aí faz o maior sentido botar a culpa no governo pela insanidade de um povo homicida. Ahh, vai estudar, seu burro.

    4. Victor Responder

      Se tudo o que você entendeu do texto foi que a culpa é exclusivamente da péssima jornalista, o problema não está no site, e sim na sua capacidade de interpretação meu nobre.

    5. Renan Santiago Responder

      Cheira esquerdista? Ahahaha. Você sabe em que site você está?

    6. irma Responder

      Julio, vc não cheira, vc é direitista ao extremo e sua fonte de in(formação) ou seria desinformação resume-se a TV Globo e as demais mídias conservadoras que mandaram neste pais desde que existem. Falta de instrução não justifica a violência que é patrocinada por pessoas como vc que banaliza a barbárie.

    7. Luisa Responder

      Eu não sou esquerdista e concordo plenamente com o fato de que “comentários” como estes da Rachel consistem sim e apologia à violência. Vocês tem uma mania de polarizar as coisas e dividir tudo em esquerda e direita. Que saco, hein? Como se não houvesse uma graduação entre a extrema esquerda e a extrema direita. E isso em pleno 2014. Parece que vocês pararam na década de 80. Que saco!
      Como se ficar discutindo o dia inteiro sobre esquerda x direita, quem está mais certo ou mais errado, fosse dar uma solução prática e efetiva pro bando de problema que a gente vive.

      1. palmeira Responder

        Mas foi justamente alguem q se diz não esquerda que trouxe o assunto esquerda x direita atona nestes comentários, ou seja, são os não esquerdista q se enquadram nesse perfil descrito por vc! 😀

    8. Cavalo de Orvalho Responder

      Olavetes…

    9. thiago Responder

      Sim,ninguem mais é culpado pelos proprios atos, a culpa é da jornalista que deu uma opinião,que disse que é legitimo se defender de marginais,o que aconteceu,ao que parece,foi o contrario,ela nao falou pra sair espancando todo mundo por causa de um boato,diferente do marginal que ela mencionou,essa mulher era uma simples dona de casa,fiseram o que fizeram pq quiseram.
      Achei muito tendenciosa a materia e muito fraca em argumentos para culpar a reporter.

    10. Luís CPPrudente Responder

      Júlio, você é um papagaio fascista, um tucano-pefelê, um desqualificado e um desorientado, pois este é um blog que defende ideais de solidariedade, igualdade, democracia e justiça social. Ou seja, conceitos que não são da Direita reacionária e fascista da qual você é integrante.

  4. Ferreira Responder

    Acho um absurdo, tantos casos que nossa justiça cega, não faz absolutamente nada! começando pelo nossos políticos que matam silenciosamente e as vezes descaradamente, e o povo omisso.. isso sim é uma violência descomunal; e no caso citado apenas é o retrato de sociedade desacreditada na justiça.. e cometem crimes desse tipo e em relação Rachel ela dá voz a essa sociedade indignada…só que não podemos culpa-lá pela falta de instrução do povo.Fica a pergunta é ela que tem que dá o básico da educação ao povo? é ela que guarda o dinheiro na cueca e meia?
    temos que rever nossos conceito da palavra “violência e respeito”.

  5. Rita Responder

    Julio.
    Esquerdista? Cara, para de cagar pelos dedos. A Jornalista tem uma fama muito grande pelas opiniões ridiculas e conservadoras dela! Estamos na televisão, meu caro; Qualquer coisa que essa doente pregar, vai ter gente que vai seguir! Aposto que se vc fosse acusado de algo falso e fosse linchado, vc não iria gostar. Agora pfvr, larga de ser um direitopata defensor da moral e dos bons costumes.

  6. Marcos Responder

    Facil falar da Rachel. Queria ver se fosse sua filha assassinada. Exigir justiça num país onde a justiça é cega, comprada, suja… Reportagens tendenciosas.

    1. Esther Responder

      A justiça é cega, comprada e suja só pros poderosos ne meu bem… pq pra pobre ela enxerga muito bem, não se vende por nada e é bem mais suja do que vc imagina!

    2. Flavio Responder

      Não existe matéria isenta de tendência. Essa é mais uma mentira que a mídia colocou na cabeça de vocês. E não precisa pensar muito pra descobrir isso.

      Ele não diz que o justiceiro está correto, mas diz que ele acaba sendo uma vítima do pensamento corrente da media dos grupos de comunicação. A impregnação de um sentimento raivoso por falta de acesso as necessidades básicas, estas que a senhora RS tem com certeza no seu lar e por isso por responsabilidade jornalistica deveria estar ponderando e não atribuindo valores. Jornalista que atribui valor perde a essência de comunicador e passa a ser articulista. Ela poderia sim fazer você pensar se é justo o jovem pobre que não tem condições, roubar você pra muitas vezes para usar de drogas ilícitas ou fazer qualquer ação. Mas ela nunca poderia dizer que acha “normal … o contra-ataque de uma sociedade … contra os ladrõezinhos”.

      A mídia é pobre, podre e tem lado e interesses, e estes são totalmente na contramão de uma sociedade saudável.

    3. CarlosM Responder

      Marcos, devolvo a “pergunta” só que tomando como ponto de referência o lado oposto… E se fosse sua filha que fosse espancada e assassinada pela população por ter ou não cometido algum crime?

  7. ALex Silva Responder

    Deveriam rever a opinião dela a respeito dos justiceiros. Veriam que ela não apoia esse tipo de atitude.
    Vocês não têm sérios problemas mentais a ponto de não conseguir entender a mensagem dela.
    Na verdade, são um monte de tendenciosos pregadores do ódio(sim, pregadores do ódio contra essa repórter).
    Notei que a coisa é pessoal.

  8. Christian Responder

    Concordo…todos que incitam este tipo de violência são culpados pela morte da mulher…Assim como todos que vão em estádios ou assistem futebol e torcem pelo seu time são cúmplices da morte de Paulo Ricardo Gomes Da Silva, morto com uma privada arremessada por um torcedor…

    1. Marcio Responder

      Torcer pelo meu time não é o mesmo que incitar alguém a jogar uma privada na cabeça de torcedor do time oposto…

    2. Reuben Responder

      Comparação ridícula e raza…rsrsrsrs

    3. Maria Laura Responder

      ah claro, tudo a ver

  9. henrique Responder

    Todos somos vítimas da mídia manipuladora, mas esvaziar a responsabilidade do sujeito é tão grave como a frase da Sheherazade…

  10. Ana Marques Responder

    Mas que é esse cidadão de “bem” que pode fazer justiça sozinho que a Rachel defende ?? Quem vai dizer? Porque amanhã, eu posso estar passando na rua, vindo da igreja onde fui buscar a minha bíblia e ser assassinada com requintes de crueldade por esse cidadão de bem. Ou mesmo a Rachel! Ah não, pensando bem não….ela só anda de carro, é rica e pode dizer quem deve ou não morrer. Os “elimináveis” são sempre os mesmos!

  11. RAFAEL Responder

    O artigo só peca em amenizar a responsabilidade dos agressores, colocando-os também como vítimas. Acredito que as palavras da âncora são nocivas, mas não dá pra esquecer que existe o livre arbítrio nas pessoas.

    1. soraya alves Responder

      concordo! A mídia pode ser manipuladora, mas cada um sabe o que está fazendo…

  12. Marcelo Responder

    Ridículo, é a mesma coisa que afirmar que o STF faz apologia à formação de quadrilha, kkkk

    1. Eunice Responder

      Vocês assistem canais estrangeiros? Assistam e comparem os comentários sobre as noticias. Basta isso.

  13. Cesario Neto Responder

    Pena! muita pena mesmo destes que criticam a jornalista, tem que ler mais e saber interpretar os argumentos da mesma.

    1. Carla Mi... Responder

      Pena eu tenho de vc!
      Acha mesmo que ela se.importa???
      Ela só percebeu que sair criticando oqntodos ja criticam só que na tv ela conseguiria audiência e consequentemente mais dinheiro!
      Acorda seu babaovo! Ela só quer saber de mais grana no bolso!!!

  14. Jarbas Responder

    Mulher lúcida, corajosa e que merece ser ouvida e respeitada, mesmo que não se concorde com ela.

  15. lurde Responder

    E assim continuam a semear a violência. Vocês que acham lindo atribuir a culpa de um país mal estruturado à alguém, como podem falar de violência? vocês estão incentivando isso.O que vai acontecer agora? vão pregara jornalista Rachel numa cruz? vão fazer justiça? estão buscando a justiça? acho que estão do lado errado!!

  16. Reuben Responder

    Ah tá!! Então é mais simples do que eu pensava. O nosso problema não é a falta de cultura, de ética na política, de uma polícia mal treinada, mal equipada, mal paga, violenta, o problema é a Sherazade. Tirando ela, está tudo resolvido, tirando ela da TV não haverá mais linchamentos, justiceiros, grupos de extermínio, etc. A Sherazade é o mal encarnado e deve ser exterminado. fazendo isso, esse país vivera uma paz terna e eterna…

  17. Robson Silva Responder

    Essa “jornazista” não passa mesmo é de uma oportunista mau caráter que está apenas surfando de modo cínico e canalha em cima da nefasta onda do “quanto pior melhor”; fazendo seu discurso baixo, desonesto e capenga de justificação, naturalização e incitação à barbárie e a selvageria; no que é seguida alegremente pelas suas bestas sociopatas e desumanas, os tais linchadores, a quem ela carinhosamente chama de “vingadores”, sejam eles e elas reais ou meros afoitos covardes virtuais. Como nos diria Nelson Rodrigues “bonitinha mas ordinária”…

  18. Mariana Parra Responder

    Então também teremos que assumir que Eichmann foi uma vítima, porque ele também era um completo ignorante que seguiu ordens e a propaganda nazista. Quem linchou é responsável sim, assim como toda a sociedade é responsável pelo ponto em que se chegou no Brasil. Vão continuar defendendo esse modelo de ascenção social pelo consumo, sem cidadania, sem educação, sem noção de direitos, e por consequência, também deveres? Pois só iremos de mal a pior, dessa situação bárbara que vivemos.
    Sou a primeira a defender que Sheherazade e demais propagadores de ódio devem ser processados, e que a mídia precisa ser regulada urgentemente, que Bolsonaros e Felicianos da vida são responsáveis por cada LGBT morto e torturado, e assim por diante. Mas isso não pode diminuir ou isentar a culpa disseminada da sociedade. Se há turbas prontas para seguir esses canalhas dementes, e inclusive para votar neles, este é nosso maior problema. Colocar a culpa só nos líderes é uma ótima maneira de não tratar do problema maior, de não mexer na ferida. É escolher um bode espiatório pra essa situação tão grave que vivemos, e tirar do debate público a situação maior, porque há tanto fascismo e ódio crescendo no Brasil. Esse debate parece que muito pouca gente quer fazer. Vamos ver onde vamos chegar.

  19. Andre Responder

    Falta tanto para o jornalista Rovai quanto para todos que colocam culpa na Sheherazade por qualquer linchamento que aconteça o mínimo de interpretação de texto. “Compreender” não é o mesmo que “justificar”, “incentivar”, “estimular”. A falta que faz um dicionário…

  20. Marcelo Responder

    Olha, esse artigo elevou o nível de desonestidade intelectual (para dizer o mínimo) a níveis assustadores. Já sabíamos que o sr Rovai é da turma dos amigos de Lula e cia. Agora sabemos a que nível o indivíduo é capaz de se rebaixar só para atacar os inimigos dessa turma.

  21. Iria Barradas Responder

    Eu me pergunto como ele se sentiu autorizado a fazer isso? Ele rompeu algum paradigma ou ele sempre esteve pronto e disponível para isso? Ouve-se aos milhares sobre acabar com bandidos, eliminar o bandido sem contudo verificar a causa e a origem do mal que ele executa. Como, como ele se sentiu autorizado a fazer isso?

  22. Carlos Alberto Zago Junior Responder

    Tal narrativa é muito simplista, vivemos em um país, onde o Estado, não consegue garantir, segurança, saúde e educação, apesar de arrecadar mais de um trilhão e quinhentos milhões de reais em impostos. Será que a revolta da jornalista sente, não seria por estes motivos. Ainda quem é o culpado, quem noticia e da sua opinião, ou quem cria todo um cenário favorável a estas atrocidades. Impedir que as pessoas se expressem é infinitamente pior que este linchamento apresentado no texto. Historicamente todas as sociedades que restringiram este direito acabaram por gerar genocídios, vide Alemanha Nazista 12 Milhões de judeus mortos, não contabilizando outras etnias podendo chegar a mais de 20 milhões, Russia de Lenin e Stalin 20 milhões de mortos, Na República Popular da China 69 milhões mortos. Todos temos direito de expor nossas opiniões, agora acreditar que estas são o gerador desses males, e absurdo. O culpado das atrocidades que ocorrem em nosso pais é o Estado inapto, corrupto e populista que possuímos!

  23. Francisco Responder

    Eles são assim, sujos, desonestos, distorcem uma informação que ela fez e jogam uma população acéfala contra essa repórter, que faz um trabalho sério e sem comprometimento político.

  24. juci Responder

    Vc esta erroneamente enganado ou estar vestindo seu melhor disfarce de ATOR! Se opondo ao comentários dessa jornalista. Não precisa fazer pesquisa, para perceber o apoio que a mesma detém frente aos telespectadores. TEMOS UMA VOZ FALANDO POR TODOS!

  25. thomaz Responder

    Atribuir a barbárie cometida por esse infeliz a jornalista é um absurdo. Cada um é responsável pelas atitudes que pratica e é responsável pelo que pensa e como agi. Ele tem que apodrecer na cadeia. Sem se comete um atentado à vida, muito menos baseados em boatos infundados, ainda mais vindo de uma fonte como o Facebook.

  26. plínio Responder

    Espero que ninguém jamais acuse alguém que vocês amem de ter feito algo que não fez. Se isso acontecer, espero que ninguém se ache com direito de arrancar essa pessoa de sua casa e a espancar até a morte. Se isso acontecer, espero que vocês não tenham que ler comentários defendendo quem “compreende” linchadores.

  27. adhemar gonçalves Responder

    Que reportagem tosca! Justiça com as proprias mãos existe há muito tempo e não é por causa de midia, não! Justiça com asa proprias mãos está acontecendo mais que nunca porque essa nossa Justiça tão legitimada esta desacreditada!!!

  28. Joaquim Moura Responder

    A Shreazade não aconselhou ninguém a fazer justiça com as próprias mãos. Nem conclamou os justiceiros. Parem de ser injustos e desonestos. Ela falou que essa atitude só está ocorrendo por que a população está perdendo a confiança na Justiça, na Lei, na Ordem, na polícia, nos governantes. Isso é óbvio, e só não vê quem está muito ligado aos “governantes”, e acredita que o Brasil está cada vez melhor… Não devemos culpar a mensageira pelas más notícias que veicula. Houve 60 mil assassinatos no Brasil no ano passado, e só 8% esclarecidos. Condenados os réus? Menos ainda?

  29. acg3101 Responder

    Embora o comentário da Rachel tenha sido infeliz para uma comunicadora, ela é repetida cotidianamente pelas pessoas (não concordo com ele), demonstrando a falência de nossa sociedade, mas culpa-la pelo ocorrido certamente é um absurdo. Se há um culpado é o baixíssimo nível cultural do agressor e dos que o seguiram. O mesmo exagero que o autor desta recrimina, ele demonstra.

  30. João Responder

    Fácil falar essa bobagens concordando com essa ditadura
    disfarçada de democracia, dificil é vc colocar a cara a bater ,todos os dias ás 8h da noite, para complementar tente da uma olhada nos projetos de lei do PT talvez vc não tenha visto a censura que irão colocar no periodo pos-copa.

  31. ANA KALINE Responder

    Que coisa mais descabida!Prefiro acreditar que quem escreve ou compartilha algo como isso não assistiu ou não entendeu o que realmente foi dito pela Ilustre RAQUEL SHERAZADE … Sei bem que toda essa polemica cheira sobretudo a xenofobia, já que a indignação exposta por ela nada mais é do que a tradução do que sente qualquer brasileiro consciente e informado.

  32. José Bonifácio Responder

    Essa revistas é tendenciosa e da turma do PT. Ela sim é um instrumento de mídia que instiga a barbárie e a maldade. É só ler o texto acima e outros, para comprovar o que estou comentando.

  33. Flávio Furtado de Farias Responder

    É, mas o MPF repassou para a regional de São Paulo o caso do SBT e Sheherazade. E o regional MPF se declarou incompetente repassando para o MPEstadual de Sao Paulo… ou seja, não vai dar em nada…. Bonito né, R.Janot????

  34. Ju Responder

    Olha… eu nao moro no Brasil ha quase 7 anos e eu fiquei impressionado com o que televisao mostra.

    Nao apenas uma jornalista que faz isso acontecer nas ruas do Brasil.

    Isso acontece por um conjunto de coisas.

    TV brasilieira se resume em : bunda… mais bunda… Panico… Rede TV que so mostra merda… futebol… novela…. sangue e assassinatos…

    Nao existe nada de saudavel na programacao.

    Passei um mes de ferias na casa da minha mae e as 6:40pm tinham cenas no jornal local e uma pessoa sendo baleada. Sinceramente? Isso pra mim e mais lavagem cerebral do que tudo.

    Por favor, me falar que a Rachel e culpada por algo? Vamos ter menos ignorancia. Se vcs conseguem ler isso aqui e ter acesso a internet, me desculpem, vcs podem ter um pouco mais de juizo e de respeito proprio.

    A populacao precisa realmente acordar e agir com mais razao e menos drama. Tudo no Brasil e dramatico demais. Sofrido demais…. tudo e motivo para ser titulo da proxima novela.

  35. Eunice Responder

    Rovai diz, jornalista como (iguais a) Sherezade, ou seja ele fala em outros e da mídia, e sabemos que a Seherezade é a jornalista do momento, mas não culpada. Ele não diz que é culpada. Diz que distribui…..

    Mas paixões em blogs seja de que parte for não ajudam.
    Melhor estudar lógica, análise do discurso, e não se afligirem tanto.

  36. Eunice Responder

    Quanto mais leio o texto mais me certifico de que as pessoas, de parte a parte, não leram. O texto é uma crítica geral ao sistema, e a jornalista aparece nele. Já estudaram redação? Tudo está parecendo posts futebolísticos.

  37. José Junot Duarte Responder

    Fora PT.

  38. Camila Responder

    RÍDICULO! O que a Rachel Sheherazade quiz dizer é que se a população estava reagindo aos assaltos amarrando os bandidos que as atacavam no poste, era porque estavam cansados com a insegurança de viver em um país em que as leis favorecem aos bandidos, e não confiam na polícia por conta dessa mídia corrupta que desmoraliza o trabalho dos policiais (o que é a mais pura realidade, não devemos nos esquecer que a mídia culpou a polícia pelo que aconteceu com o cinegrafista da band, a verdade só apareceu quando um fotografo mostrou o que viu). E além do mais, o marginal do poste e do espancamento em Guarulhos são casos diferentes: o marginal assaltou as vítimas, elas viram ele cometendo o crime; a moça de Guarulhos foi espancada por conta de um BOATO da internet. Era apenas um boato, ninguém tinha provas concretas contra ela além de uma postagem em site qualquer.

  39. silvana Responder

    concordo plenamente com a eunice

  40. Ana Maria Responder

    Sheherazade é tão criminosa quanto o Valmir Dias, Você e a maíoria da humanidade são rápido gatilho para detonar o proximo. se for pobre e preto…ai o bicho pega

  41. Eraldo Responder

    Será que quem for de esquerda não corre o risco também de ser linchado qualquer hora dessas não?É…porque pelo andar da carruagem hora dessas em nome da liberdade de expressão…e pela forma como foi feito um comentário sobre ser coisas de esquerdista a critica a Shehazade, começo a ficar com medo!

  42. mario Responder

    realmente a culpa da morte do cara foi por causa da sherazade .. e a culpa da morte do Celso Daniel foi de quem??

  43. Cristiane Rocha Responder

    A jornalista eh sim culpada, pois conhece a verdade e ajuda a enganar eincitar o povão. Aquele que detêm o conhecimento e discernimento tem obrigação de instrui aqueles que não tiveram acesso. Aos defensores desta jornalista são culpados tem e pelo mesmo crime. 20 anos de ditadura dentro das escolas públicas, isso pra mimdiz tudo.

  44. sara de souza Responder

    Concordo com Joaquim..até a revista Forum fazendo voz com a mídia brasileira bárbara..Shera se tornou bode expiatório..ridículo!!

  45. Frank Responder

    Os linchamentos ocorridos antes do comentário da Sheherazade foi culpa de quem, Blog do Rovai? Muito dessas pessoas que fizeram o linchamento da Fabiane nem sabem que é a Sheherazede, são pessoas ouviram um boato e resolveram fazer justiça com as próprias mãos, não me venha querer colocar esse linchamento na conta da Sheherazade, isso é insanidade sua, a situação que ela comentou foi totalmente diferente do que este ocorrido, ali sim tinha um infrator que já cometeu vários assaltos, foi preso e solto várias vezes, onde esta a justiça que não fez nada para que ele continuasse preso. Quem já foi assaltado, humilhado e teve um familiar morto por bandidos, sente a revolta da impunidade que é nossa justiça, sou testemunha disso.

  46. Bob Responder

    E você pelo jeito, é outro pegando asa , para criticar a jornalista e assim divulgar seu blog, aí fica facil , se toca meu camarada!

  47. Ogaiht Responder

    Aí Rovai, tu ganha dinheiro com o que? Não é a com a mídia? Seu blog não é meio comunicação? Toda profissão tem seu lado bom e ruim. Não difame o que, em tese, é seu instrumento de trabalho.

    1. Renato Rovai Responder

      Thiago, eu não estimulo o ódio no meu blogue. Simples assim…
      abs
      rr

  48. Márcia Responder

    Vejam o quadro: aos finais de semana, os “paulistas”, assim chamados pelos caiçaras, vão pro Guarujá, pra suas casas de veraneio. Esse modelo de turismo não traz renda pro povo. Não ficam em hotel, portanto, não há um setor considerável de hotelaria que forme e empregue. É como em Brasília: o povo a construiu e depois ficou à própria sorte, sem perspectiva. Todo mundo quer ter uma casa na praia, mas ninguém pensa que o turismo deveria ser gerador de renda. Guarujá, Praia Grande, São Vicente, litoral sul em geral, têm uma população extremamente pobre que vive um cotidiano de violência. Tenho parentes em São Vicente, mas moro em Campinas. Sei que ser pobre no litoral é muuuito pior que ser pobre no interior. Ainda sofro pela Fabiane, tive horror e medo, o que me fez tirar todas as minhas fotos da rede social.

  49. Lili Responder

    Concordo com o texto. Essa disseminação de ódio pela mídia é nojenta.
    Prenderam esse senhor, mas nada fizeram em relação aos donos do perfil do FB que veiculou o boato disfarçado de verdade. Acho isso errado, a rede está repleta de perfis desse tipo, pouco adianta denunciar p/ o FB, veta seios, mas permite discursos ódio.

  50. Mark78 Responder

    Marx e sua turma ao estimularem a falta de senso das proporções são sócios da idiotice útil..

  51. Gerson Carneiro Responder

    Sheherazade tem o dever de adotar Valmir Dias Barbosa.

  52. ana cristina Responder

    Ridículo isso… eu assisto a Raquel e nunca fui agredir ninguém na rua. isso ai que foi feito com essa mulher foi e falta de educação, respeito ao próximo drogas bebidas e principalmente falta do que fazer. Pois se estes homens e mulheres que agrediram e filmaram estivessem trabalhando isso não teria acontecido. E fácil jogar a culpa nos outros mas se e jogar a culpa em alguém então a culpa e do governo que não da uma qualidade de vida decente pra algumas pessoas, há sem esquecer do dono da pagina que teve a infeliz ideia de divulgar um retrato falado de uma mulher totalmente diferente este sim excitou a violência . E não e jornalista….

  53. V Responder

    Um tanto lamentável o ponto sobre o qual gira a maioria dos comentários,embora suscitado pela texto.Mais preocupados estão em defender a citada jornalista que acabam não vendo o real problema – que é o linchamento, dito por alguns dos senhores ser resultado da falta de instrução do povo ou simplesmente referir-se a ele como algo que de costumeiro ficou banal . Isso sim é ignorância que legitima a barbárie,esse conformismo. Não vêem, que essas pessoas “não marginais” que espancaram até a morte a vítima, sem justo motivo ( pois matar uma pessoa por simples suspeita é injustificável) não são melhores do que quaisquer outros delinquentes e até é, por mim pelo menos, mais reprovável sua conduta? Isso de modo algum pode ser considerado banal e legitimo, caso contrário, o caminho que o Direito percorreu – da autotutela à jurisdição- seria deixado à margem, e perderíamos, como estamos perdendo, a pouca segurança , mas que há, assegurada pelo ordenamento jurídico. Pois , senhores, não importa o quanto ruim esteja hoje, certamente é melhor do que foi o ontem. Pessoas que dizem fazer” justiça” pelas próprias mãos por que não acreditam no Estado, e matam dessa forma brutal ( no no caso em exame) ,não por falta de instrução mas por falta de humanidade, é simplesmente repulsivo e injustificável, um espetáculo animalesco.