Renato Rovai

Blog do Rovai

Coluna política

22 de maio de 2017, 11h24

Dória banca de xerife na Cracolândia pra se esconder da pauta do gangsterismo de Aécio e Temer

O que Alckmin e Doria querem, na verdade, não é resolver o problema da cracolândia que eles sabem ser muito mais complexo

O governo do Estado e a Prefeitura de São Paulo, comandados pelos tucanos Geraldo Alckmin e João Doria Jr., realizaram mais uma operação absurda na noite de ontem na região conhecida como Cracolândia, na região da Luz. O discurso para inglês ver é de que o objetivo seria de acabar com o uso de drogas no local.

Esta não é a primeira vez que uma operação dessa natureza em parceria entre Estado e Prefeitura ocorre. Na gestão Kassab aconteceu o mesmo. E não deu em nada, além de fazer com que os usuários se espalhassem pela cidade e criassem novas cracolândias.

Ontem de madrugada, isso já tinha se tornado realidade e um posto de combustível foi ocupado por usuários e se tornou um novo ponto de uso e tráfico de drogas, além de abrigo. O comércio fica na Avenida Rio Branco, a duas quadras do antigo ponto de concentração.

O que Alckmin e Doria querem, na verdade, não é resolver o problema da cracolândia que eles sabem ser muito mais complexo. Eles realizaram esta operação no momento mais delicado da história política do PSDB para tentar esconder que fazem parte deste imenso lodaçal. E poderem usar o dia de hoje para tratar de outra coisa que não seja o escândalo envolvendo o governo Temer e o presidente nacional do PSDB, Aécio Neves.

Não tem a ver com drogas, tem a ver com marketing.

Fotos: Eduardo Ogata/Secom