Renato Rovai

Blog do Rovai

Coluna política

21 de junho de 2018, 17h15

Argentinos e o Papa têm que rezar muito pela Nigéria

A Argentina de Messi perdeu de 3 a 0 para a Croácia. Num chocolate típico das zebras de Copas do Mundo.

A Croácia que chegou de mansinho no Mundial e que era dúvida do grupo já está classificada.

A Argentina, quase fora.

O que pode salvar a Argentina é o futebol quase-moleque da Nigéria, que foi derrotado por 2 a 0 pelos croatas, mas que pode encaixar contra a Islândia, o país de 320 mil habitantes que derrotou o FMI.

Se a Nigéria fizer dois ou três gols na Islândia, ela praticamente bota o time viking num barco pra casa.

E aí vai decidir contra Messi e seu desanimado grupo no último jogo.

Se a Nigéria ganhar, tá dentro. Passa pras oitavas.

Mas se os hermanos vencerem, dificilmente eles deixam de seguir em frente.

Porque aí restará o jogo Islândia x Croácia. E para se classificar, a Islândia terá de ganhar e o que contará será a diferença de gols entre ela e a Argentina.

Em resumo, nem tudo está perdido para a seleção portenha. Mas o que resta pros vizinhos colocar a camisa da Nigéria amanhã e torcer aos berros. E aí derrota-los na última rodada.

E como o Papa é Argentino e já operou milagres pelo San Lorenzo, quem sabe ele não guardou seus poderes pra próxima rodada.