ASSISTA

#Blog da Cidinha

CIDINHA DA SILVA é prosadora e dramaturga. Tem nove livros de literatura publicados. No campo da dramaturgia escreveu Engravidei, pari cavalos e aprendi a voar sem asas (encenada por Os Crespos, 2013 a 2015) e Os coloridos (espetáculo infantil encenado por Os Crespos em 2015 e 2016). Como ensaísta organizou:Africanidades e relações raciais: insumos para políticas públicas na área do livro, leitura, literatura e bibliotecas no Brasil (FCP, 2014). Anteriormente foi organizadora de Ações afirmativas em educação: experiências brasileiras (Summus, 2003), um dos 10 primeiros livros sobre o tema publicados no Brasil.

05 de junho de 2017, 17h05

Sturm e Richthofen

As personagens dessa crônica são Sturm (André), ainda secretário da cultura da gestão Doria, em São Paulo, e Richthofen (Andreas), um jovem doutorado em Química, surtado sob efeito do crack. Homens cuja ascendência européia pode ser notada pela sonoridade consonantal dos sobrenomes. Em comum o fato de serem dois homens brancos na cidade de São […]


06 de Março de 2017, 15h24

Luxúria para quem?

Em artigo, Cidinha da Silva analisa novo clipe do rapper Flávio Renegado. No texto, ela critica a objetificação das mulheres negras e a imagem de “macho-preto-comedor” passada pelo artista no vídeo; assista Por Cidinha da Silva O novo clip do rapper Flávio Abreu (Renegado), intitulado “Luxo só”, é um audiovisual de pobreza estética gritante. Tudo é muito […]


06 de Fevereiro de 2017, 15h05

Lula no velório de Marisa Lula da Silva

Por Cidinha da Cidinha A política tradicional exige coisas para as quais não tenho estômago, por exemplo, não sei como Lula conseguiu receber “condolências” de Temer, o usurpador. Também as mensagens de pêsames de Aécio Neves, Renan Calheiros e José Serra, entre outros, enviadas a Lula e sua família para publicação. Porque essa é a […]


24 de Janeiro de 2017, 12h34

Emoções para conter o genocídio negro

Cientista política Áurea Carolina descreve suas impressões sobre o livro #paremdenosmatar, de Cidinha da Silva, e a importância da obra na luta contra a discriminação racial no Brasil Por Áurea Carolina* Abalar a indiferença diante da matança generalizada de pessoas negras deve ser um objetivo de luta. Já não basta denunciar uma infinidade de assassinatos, chacinas, […]


18 de Janeiro de 2017, 13h21

Leia o artigo do escritor Fábio Mandingo sobre o livro #Paremdenosmatar!

*Por Fábio Mandingo Se nossas dores devem ser inventariadas, que sejam pela pena lúcida e elegante de Cidinha da Silva. Ponto. No entanto, não vá despreparado ao encontro do mais recente livro da escritora mineira que, em outra brilhante coletânea de crônicas, apresenta desnuda a face mais doentia do Brasil: o racismo profundo. Um racismo […]


16 de Janeiro de 2017, 17h18

Elza Soares, a voz e a máquina

Por Cidinha da Silva Um comentário frequente ao final dos shows de Elza Soares é que além do alumbramento de sua música e de sua voz em nós, sua performance como artista completa, como mulher do fim de um mundo e anúncio de outro, em que gostaríamos de viver, depois daquele momento fugidio do espetáculo, […]


10 de Janeiro de 2017, 18h57

Historiadora analisa livro #Paremdenosmatar!, de Cidinha da Silva

Confira artigo de Josemeire Alves Pereira sobre a obra, que busca promover uma reflexão sobre racismo e genocídio da população negra  Por Josemeire Alves Pereira* Cidinha da Silva participa do que podemos chamar de uma tradição de escritoras e escritores negrxs que, por meio de seu árduo e elaborado trabalho intelectual, representam uma importante frente […]


06 de Janeiro de 2017, 13h48

Livro ‘#Parem de nos matar!’ evidencia genocídio da população negra

Leia o artigo do professor de filosofia Luís Carlos Ferreira sobre a importância da obra na luta contra o racismo Por Luís Carlos Ferreira[1] O livro #Parem de nos matar!, da pensadora e dramaturga Cidinha da Silva, publicado pela editora Ijumaa, em 2016, é uma obra que coloca o racismo para tremer e nos convoca para uma […]


07 de outubro de 2016, 14h58

A falsa polêmica sobre a Miss Brasil negra e sua representatividade

Na estreia de seu blog na Fórum, a escritora Cidinha da Silva comenta as críticas dirigidas a Raíssa Santana após entrevista em que teria afirmado não se ver como “representante da beleza negra”, mas, sim, da “beleza da mulher” Por Cidinha da Silva Um recorte de entrevista de Raíssa Santana, Miss Brasil 2016, a um […]