Blog da Maria Frô

ativismo é por aqui

23 de maio de 2010, 18h00

E onde você vive, tem córrego? É bonito como no comercial da Sabesp?

No final de 2009 começou a ser veiculado na tv comercial da Sabesp sobre o programa Córrego Limpo parceria do governo do estado de São Paulo com a prefeitura de São Paulo, projeto iniciado em 2007.

Nas peças publicitárias a Sabesp garante que  42 córregos já foram limpos e, em seu site, promete entregar ,até julho de 2010,  mais 58 córregos limpos.

Nos cinco vídeos promocionais da campanha publicitária da Sabesp tanto em zonas periféricas como em bairros nobres da cidade  os moradores felizes dão seus testemunhos satisfeitos com a transformação:

Eu acredito piamente que este córrego mostrado na peça publicitária acima com esta moradora de área nobre de São Paulo foi realmente limpo. Minha amiga e co-autora, Carla Miucci, mora em região nobre da cidade e o córrego em frente à sua rua é lindo e vive sendo limpo e relimpo. Incrível quantas vezes eu já presenciei funcionários da prefeitura ou Sabesp dando mais um jeitinho pra ele ficar ainda mais lindo: mato cortado, pedras rearranjadas, uma beleza mesmo!

morumbi córrego

Na imagem capturada do google earth nem conseguimos ver o córrego, mas ele existe, nesta área verde espetacular, e garanto, é limpíssimo.

Ao ver as peças publicitárias da Sabesp pensei: oba! Finalmente vou poder ter uma vista como a da Carla. Quem sabe o poder público finalmente se lembrará do Rio Pequeno e seus funcionários eficientes virão, ao menos, limpar os córregos da região.

Mais de cinco meses se passaram quando vi as primeiras peças publicitárias da Sabesp. Hoje fiz estas imagens  no meu bairro (domingo 23/05/2010 das 15:19 às 15:23h). Observem:

P1040148

Vista do córrego que cruza a Avenida Rio Pequeno e segue coberto para desaguar na Politécnica. Na foto a perspectiva é de frente para o córrego, atrás de mim está a Avenida Rio Pequeno.

P1040151

O ângulo desta foto é oposto ao da foto anterior.

P1040149

Na margem externa do córrego canalizado, o lixo recém-queimado virou prática no bairro que tem vários pontos que se tornaram verdadeiros lixões a céu aberto.

P1040147

Foto tirada na margem oposta da foto anterior.

O vereador  João Antônio parece que também não acreditou nas peças publicitárias da Sabesp. Segundo ele, esgotos não tratados da Sabesp estão poluindo córregos da cidade de São Paulo e a Sabesp vem cobrando taxas da população por um serviço que não realiza.

Segundo o vereador vários córregos da cidade de São Paulo que fazem parte do programa “Córrego Limpo”  continuam a receber esgoto sem tratamento mesmo em áreas que, em teoria, existe saneamento básico.

No vídeo, um morador de uma das regiões afetadas usa um corante amarelo para mostrar que a água que sai do sanitário de seu banheiro vai direto para os córregos, embora os moradores como ele  paguem as taxas de saneamento para a Sabesp na conta de água e tratamento de esgoto.

Para o vereador João Antônio o projeto Córrego Limpo é propaganda enganosa da Sabesp, do Governo do estado de São Paulo e da Prefeitura de São Paulo.

Eu discordo, em alguns lugares eu sei que foram feitos. A Carla mora no bairro do Alckmin, eu morava  na Vila Madalena, um bairro próximo onde reside o ex-governador José Serra, e ia com frequência passear com a filhota ainda bebê no belo córrego das Corujas na Vila Madalena. Nas áreas nobres da cidade eu nunca vi córrego fedido, cheio de lixo, descuidados pelo poder público, ao menos na aparência eles parecem limpos (se tratados é outra história).
córregodas corujas

Áreas nobres de São Paulo são bem parecidas: horizontalizadas, arborizadas e na maioria das vezes não abandonadas pelo poder público. Aqui, de novo imagem, capturada do google earth com o córrego protegido pela área verde que o cerca.

Mas no atual bairro não nobre onde vivo o lixo e os bichos escrotos como este aqui abundam.
P1040154

Quem me conhece sabe o quanto foi difícil para mim fazer esta foto.

Além dos bichos escrotos também há vestígios do poder público que, ao menos nas placas, afirma que a prefeitura está ‘trabalhando’ em ‘obra de urgência’.
P1040152

O poder público passou por aqui, não há duvidas. Há tempos esta placa é testemunha da urgência da obra. Governar para os demotucanos, ao menos no Rio Pequeno, parece que se reduz a ações de pôr placas perecíveis sobre  necessidades urgentes do espaço público que não recebem a atenção das autoridades responsáveis.

E onde você vive, tem córrego? É bonito como no comercial da Sabesp ou é o da realidade nua e crua do meu bairro que tem vários córregos nesta situação de calamidade pública?

Ah! E se você chegou até aqui, não custa ler o levantamento feito sobre a situação do saneamento em São Paulo. Segundo reportagem de Eduardo Reina, no Estadão, São Paulo não avança em ranking de saneamento e o principal problema está na rede coletora insuficiente, que não permite tratar todo o esgoto. O resultado? 18 milhões de litros de lixo são jogados por hora nos rios da região metropolitana de SP.

Veja também:  Em mais um recuo, Bolsonaro mantém evento da ONU sobre mudanças climáticas no Brasil

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum