Blog da Maria Frô

ativismo é por aqui

23 de fevereiro de 2014, 09h17

Ex- homem de Serra e atual secretário da gestão de ACM Neto lamenta não haver mais pelourinho para cobrar dívidas dos soteropolitanos

Em São Paulo a proposta de aumento redistributivo de Haddad, em que ricos pagariam mais e pobres pagariam menos ou seriam isentos foi parar no STF e Barbosão ficou do lado da Fiesp e o prefeito foi derrotado e consequentemente os milhões de paulistanos pobres sem acesso a bens públicos que os recursos do IPTU podem promover vão pagar a conta.

Em Salvador,  a oposição afirma que em alguns casos o aumento do IPTU na cidade chega a 1.000%. É o maior aumento do país. A OAB local entrou com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) contra o aumento. Mas o problema para os coxinhas e para os equivocados da esquerda radical é o PT. Parabéns aos envolvidos em Salvador que reanimaram o Carlismo para que este importasse de São Paulo um homem de Serra que tem saudades do Pelourinho.

Dica da leitora Mariana Trindade:

Mauro Ricardo diz que INFELIZMENTE não há mais Pelourinho para cobrar dívidas

Por Renato Rovai na Revista Fórum

22/02/2014

Mauro Ricardo, homem de Serra, e atualmente secretário da Fazenda da Prefeitura de Salvador na gestão ACM Neto, deu uma entrevista, na noite de ontem, no programa Se Liga Bocão, da Rádio Itapoan FM da Bahia, para defender o aumento do IPTU na cidade e criticar a inadimplência baiana. Entre outras coisas disse:

“Antigamente se botava as pessoas no pelourinho pra poder pagar as suas dívidas. INFELIZMENTE hoje não é mais assim. Hoje é a Justiça. É a Justiça quem define e o prazo é o prazo estabelecido pela Justiça.”

Você pode ouvir o áudio na Revista Fórum.

Segundo a oposição de Salvador, em alguns casos o aumento do IPTU na cidade chega a 1.000%. É o maior aumento do país. A OAB local entrou com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) contra o aumento.

Para quem não sabe quem é Mauro Ricardo vale uma breve explicação. É homem de carreira em gestões públicas do PSDB e trabalhou nos governos de FHC e Aécio e mais recentemente nas gestões Serra e Kassab na prefeitura de São Paulo. Foi no seu período à frente da Secretaria de Finanças da cidade que a máfia do ISS, desbaratada na gestão Haddad, nadou de braçadas.

Num dos telefonemas grampeados da máfia,  Ronilson Bezerra, um dos fiscais presos por conta do roubo que pode ser de mais de 500 milhões, disse a seguinte frase.

É um absurdo. Paula, tinha que chamar o secretário e o prefeito também, você não acha? Chama o secretário e o prefeito que eu trabalhei. Eles tinham ciência de tudo.”,

Há claros indícios de que ele se referia a Kassab e a Mauro Ricardo.

O pelourinho a que Mauro Ricardo se refere é um poste de madeira ou de pedra, com argolas de ferro,  onde praticamente apenas negros eram amarrados e chicoteados em praça pública.

Pra dizer o mínimo, Mauro Ricardo prefere açoites ao invés de Justiça. E provavelmente principalmente para negros e pobres que devem ser a ampla maioria dos inadimplentes que não têm condições de pagar o abusivo imposto que ele quer impor Salvador com o aval do grande ACM Neto.

Confira o áudio na Revista Fórum

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum