Blog da Maria Frô

ativismo é por aqui

25 de julho de 2011, 11h57

Justiça norueguesa não dá palco para terrorista ariano e se fosse árabe, islâmico?

Vi alguns tweets criticando o fato de o depoimento do terrorista norueguês, que matou 93 de seus compatriotas, ser fechado, sem a presença da mídia.

Eu concordo com as autoridades norueguesas em não oferecer palco para esse assassino, minha única dúvida é: e se o terrorista não fosse um ariano de olhos azuis,  a ordem seria a mesma?

De qualquer modo não deixa de ser interessante que uma tragédia dessas proporções tenha algum cuidado da Justiça norueguesa para que não vire apenas espetáculo nas tevês. A Justiça e a polícia brasileira poderiam olhar com cuidado para as ações que as autoridades norueguesas estão tomando. Lembremos do espetáculo que foi a cobertura da tragédia do Realengo com crianças fustigadas pela mídia durante e após a barbárie que viveram.

Norueguês assume autoria dos atentados em Oslo

REDAÇÃO ÉPOCA, COM AGÊNCIA EFE

25/07/2011

Anders Behring Breivik é acusado de ter planejado e executado atentados que mataram 93 pessoas. Justiça negou pedido para que seu depoimento fosse público

O autor confesso dos atentados da Noruega, Anders Behring Breivik, depôs nesta segunda-feira no tribunal do distrito de Oslo sobre o massacre de 93 pessoas na sexta-feira. Ao chegar ao tribunal em um comboio da polícia, manifestantes cercaram o carro onde o atirador era conduzido, aos gritos de “traidor”.

Breivik admitiu ter sido o autor da explosão em Olso, que matou sete pessoas, e do atentado a tiros na ilha de Utoya, matando ao menos 86 pessoas, mas disse não se sentir “culpado”. O norueguês disse ao juiz que obteve ajuda de dois grupos, e que seu objetivo era defender a Noruega de islâmicos e marxistas.

O juiz negou o pedido de Breivik, e a audiência aconteceu a portas fechadas para o público e imprensa. A Justiça sentenciou o atirador a 8 semanas de confinamento, enquanto duram as investigações.

Mais cedo, a Noruega parou com um minuto de silêncio em lembrança às vítimas do massacre. Em solenidade aberta oficialmente pelo rei Haraldm centenas de pessoas reunidas nos memoriais improvisados em vários pontos da capital fizeram silêncio. O transporte público parou e as televisões locais também interromperam suas transmissões por 60 segundos, após quase 48 horas de informações ininterruptas sobre a tragédia.

O atirador está sendo definido, pela imprensa norueguesa, como um fundamentalista cristão, islamofóbico e ultradireitista, que pediu presença da imprensa durante seu depoimento para que sua declaração ganhasse maior repercussão para suas tese.

_____________
Publicidade

inverno_300x250.gif

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum