Blog da Maria Frô

ativismo é por aqui

22 de junho de 2014, 10h29

Acusado de Nazista, invasor da partida de Gana X Alemanha diz que não é nazista

O título deste post mudou, mas mantive o título no link, veja as explicações abaixo na atualização do post feita dia 23/06/2014 às 12:35

ATUALIZAÇÃO: Em uma página criada recentemente no Facebook o invasor do campo diz que não é nazista e que fez isso para conseguir recursos para assistir mais jogos e voltar pra Polônia. Aqui e aqui os dois perfis que encontrei do invasor:

O jornal O Público fez outra matéria dando a versão do invasor. Aqui.

Tenho ainda algumas dúvidas em relação as explicações dadas por Leszek Ludomir, vamos a elas:

Há como um estrangeiro conseguir viajar para o Brasil desembarcando em aeroportos sem comprovar que tem a passagem de volta e recursos para sobreviver durante o período de permanência? É uma dúvida, agradeço aos leitores que esclarecerem-na.

Segundo, o que signifca o HH de seu endereço de mail?

Terceiro, sendo polonês, certamente conhece a forma como nazistas expressam seu racismo,  por que usou uma forma de grafar o 4 como se fosse escrita rúnica?

Este blog aguarda as investigações da FIFA  e da polícia brasileira.

____________________

Deve ser um golpe duro a um nazista que se considera pertencente à uma raça superior tomar dois gols de um país africano que foi vilipendiado pelo tráfico de escravos, pelo imperialismo e que ainda hoje sofre as consequências do saque europeu durante séculos.

Se não fosse Klose, a Alemanha teria perdido de Gana. Cadê a superioridade dos alemães mesmo?

Cadê a segurança da Fifa mesmo, que impediu a entrada do povo brasileiro com seus preços abusivos e permite este crime?

Será que podemos processá-la por racismo, já que este alemão imbecil expôs para o planeta inteiro sua ideologia criminosa e como vemos na denúncia abaixo ela nada fez para impedir expressões racistas dentro dos estádios?

Já que a FIFA se torna o Estado dentro dos estádios durante a Copa é dela que devemos cobrar por esses crimes. 

Veja aqui outras denúncias sobre o fato de a FIFA não impedir expressões racistas dentro dos estádios:

“Cara @ FIFAcom por que vocês nada dizem/fazem quando fãs racistas como estes exibem-se nos estádios com os rostos pintados de preto?”

Sobre a blackface, sugiro aos que nunca veem racismo em nada fazer uma pesquisa sobre o seu significado e usos em diferentes artes nos Estados Unidos e Inglaterra.

Em português tem um bom texto no Blogueiras Negras

ATUALIZAÇÃO

Agora à tarde, o jornal O PÚBLICO também fez uma matéria onde explica que o número no corpo é de um telefone da Polônia (o maior campo de concentração dos nazistas) e além da saudação comum aos nazistas Heil Hitler (HH) no endereço de mail os SS imitam uma suástica e fazem referência às tropas paramilitares nazistas a Schutzstaffel, abreviada como SSϟ ϟ ou Runic "SS" (em Alfabeto rúnico).

 

Adepto interrompeu Alemanha-Gana com inscrição nazi

Homem não foi perseguido por nenhum segurança e foi acompanhado para fora do relvado pelo ganês Muntari.


Ghana’s Sulley Muntari (L) escorts a pitch invader from the field during their 2014 World Cup Group G soccer match against Germany at the Castelao arena in Fortaleza June 21, 2014. REUTERS/Marcelo Del Pozo (BRAZIL – Tags: SOCCER SPORT WORLD CUP)

Um número de telefone, seguido de um endereço de correio electrónico. À primeira vista, nada de muito sério, mas um olhar mais atento revela uma realidade bem mais arrepiante: o endereço HHSSCC@gmail.com, com os dois S pintados como a sigla da organização paramilitar nazi, está a ser interpretada como “Heil Hitler SS Campo de Concentração”; e o número de telefone começa com o indicativo da Polónia, onde a Alemanha nazi ergueu o seu maior campo de extermínio, na região de Auschwitz.

A interpretação da mensagem, que começou a circular nas redes sociais, é corroborada pelo site FTBPro, criado por adeptos de futebol e parceiro da Associação de Futebolistas Profissionais, e e pelo portal de notícias israelita Mako.

site de notícias da Yahoo também fala do incidente e deixa um reparo à atitude da FIFA: “Seria de esperar que os funcionários da FIFA fizessem um melhor trabalho para encontrar estas pessoas e expulsá-las do estádio. Uma campanha para erradicar o racismo não é uma verdadeira campanha se não se fizer nada de concreto para travá-lo.”

O caso é ainda mais grave porque o adepto que invadiu o terreno de jogo não foi perseguido por nenhum segurança, ao contrário do que costuma acontecer quando alguém – seja homemmulher ou criança – interrompe um jogo para abraçar ou beijar um jogador, ou apenas para se divertir durante uns segundos.

O adepto que invadiu o campo ao minuto 53 do Alemanha-Gana entrou sem qualquer oposição e foi acompanhado pelo ganês Sulley Muntari para fora do terreno de jogo.

Neonazista invadiu jogo Gana X Alemanha em Fortaleza

Via Correio Nagô

22/06/2014

Apesar da FIFA criar uma campanha contra o racismo na Copa do Mundo de 2014 (Say No to Racism), as coisas parecem que estão fora do lugar nesse quesito. Um simpatizante nazista correu no campo durante o jogo Gana-Alemanha neste sábado, 21 de junho.

Não houve segurança para detê-lo e o racista tirou a camisa em campo revelando uma mensagem pró-nazista, segundo informações do Yahoo Sports

Sulley Muntari, jogador de Gana colocou o invasor para fora do gramado evitando mais problemas.