Blog da Maria Frô

ativismo é por aqui

23 de fevereiro de 2013, 10h28

Se você quer discutir Cuba ignorando o óbvio procure outro interlocutor

No Facebook cheguei a ler reacionário dizendo que nos tempos de Fulgêncio Batista a economia e a medicina em Cuba eram incríveis, sério, só não printo e colo aqui para não expor ainda mais a figura. Como li outras sandices do mesmo estilo resolvi estabelecer alguns critérios com aqueles que dizem querer preservar o debate, vamos lá

Se você branquim  discute Cuba:

1) sem considerar o criminoso bloqueio dos EUA aquela pequena ilha,

2) reproduzindo factóide que nem a ANISTIA INTERNACIONAL endossa como dizer que o regime pratica  ‘tortura’ em presos políticos e seus dissidentes etc e finge que não viu a ‘bloqueira’ ao lado de Bolsonaro, aquele que acha que os torturadores que não pouparam nem bebês de choque elétricos, erraram em deixar vivos os opositores à ditadura!!!!

3) ignorando o que os Estados Unidos o maior apoiador desta ‘bloqueira’ está fazendo com Julian Assange e Bradley Manning;

4) ignorando o sistema político da ilha,

5) ignorando que mesmo com o bloqueio criminoso dos EUA Cuba tem uma medicina acessível a todos e invejável (você reaça que está na linha do câncer de próstata beije os cubanos na boca); tratamento de câncer, produção de vacinas, que ELIMINOU o trabalho infantil,

6) e que por último transforma esta senhora energúmena que é megafone do discurso detrator dos EUA contra Cuba, em heroína contra a “ditadura”, faça-me um favor, vá plantar, colher e empilhar coquinho na descida que eu tenho mais que fazer que ler bobagens.