Imprensa livre e independente
05 de abril de 2019, 12h05

Bolsonaro afirma que horário de verão deve acabar já no próximo ano

Segundo ele, o assunto já foi discutido com o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e deve ser anunciado em breve

Foto: Alan Santos/PR
O presidente Jair Bolsonaro anunciou, nesta sexta-feira (5), que deve acabar com horário de verão. Segundo ele, o assunto já foi discutido com o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e deve ser anunciado em breve. “A ideia nossa é que não tenha horário de verão neste ano. Está quase certo”, disse Bolsonaro em encontro com jornalistas no Palácio do Planalto. Este ano, a duração do horário de verão foi mais curta do que nos anos anteriores: foi de 4 de novembro de 2018 a 16 de fevereiro. Historicamente, esse período começa no terceiro domingo de outubro, mas seu início em...

O presidente Jair Bolsonaro anunciou, nesta sexta-feira (5), que deve acabar com horário de verão. Segundo ele, o assunto já foi discutido com o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e deve ser anunciado em breve.

“A ideia nossa é que não tenha horário de verão neste ano. Está quase certo”, disse Bolsonaro em encontro com jornalistas no Palácio do Planalto.

Este ano, a duração do horário de verão foi mais curta do que nos anos anteriores: foi de 4 de novembro de 2018 a 16 de fevereiro.

Historicamente, esse período começa no terceiro domingo de outubro, mas seu início em 2018 foi adiado por conta do segundo turno das eleições, a pedido do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Se não houvesse o adiamento, aumentaria a diferença de horário entre os estados do Sul e do Sudeste e os que já têm fuso diferente, atrapalhando a divulgação dos resultados das urnas.

Com informações do Globo

Veja também:  Manifestação racha empresários bolsonaristas: "Vimos hashtags sobre invadir o Congresso ou fechar o STF"

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum