03 de dezembro de 2018, 08h37

Bolsonaro compartilha artigo em que jornalista Alexandre Garcia, da TV Globo, faz elogios à sua eleição

Último porta-voz da Ditadura Militar, no governo João Figueiredo, e atual apresentador da TV Globo - um dos principais âncoras substitutos de William Bonner no Jornal Nacional -, Garcia diz em seu artigo que a eleição de Bolsonaro é mais uma reação à "tentativa comunista de tomada do poder".

Entre tuítes na comemoração do título brasileiro do Palmeiras e compartilhamentos de “ameaças” de morte, o presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), reproduziu em seu Twitter neste domingo (2) um artigo publicado em que o jornalista Alexandre Garcia elogia sua eleição.

“Grato pela menção e reflexão, @alexandregarcia ! Um forte abraço!”, tuitou o capitão da reserva, que já recebeu indicações para que Garcia ocupe um cargo na comunicação de seu governo.

Último porta-voz da Ditadura Militar, no governo João Figueiredo, e atual apresentador da TV Globo – um dos principais âncoras substitutos de William Bonner no Jornal Nacional -, Garcia diz em seu artigo que a eleição de Bolsonaro é mais uma reação à “tentativa comunista de tomada do poder”.

Fórum precisa ter um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

“Mencionei a primeira tentativa comunista de tomada do poder, há 83 anos. Naquele 1935, houve reação pelas armas. Nas outras tentativas, no início dos anos 60, a reação veio das ruas, que atraiu as armas dos quartéis. A última, veio pelo voto, na mesma linguagem desarmada, com que começou a sutil tentativa tucana, para desaguar nos anos petistas, já com a tomada das escolas, dos meios de informação, da cultura – com aquela conversa que todos conhecemos. De repente, acordamos com a família destroçada, as escolas dominadas, os brasileiros separados por cor e renda, a cultura nacional subjugada, a História transformada. Mas acordamos. Reagimos no voto, 57 milhões, mais alguns milhões que tão descrentes estavam que nem sequer foram votar”, diz Garcia, que pode retornar a ser porta-voz dos militares no poder.

Agora que você chegou ao final deste texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais