Imprensa livre e independente
22 de abril de 2019, 06h31

Bolsonaro contrata ministro do TCU investigado por corrupção para dar aulas de “boas práticas de governança”

Ex-deputado federal da extinta Arena, partido da ditadura militar, Augusto Nardes, do TCU, é investigado em processo por receber suposta propina para favorecer afiliada da Globo no sul

Augusto Nardes e Bolsonaro (Reprodução)
Investigado na Operação Zelotes por, supostamente, receber R$ 2,5 milhões em troca de recrutar um grupo de lobistas para comprar decisões do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) favoráveis à RBS, conglomerado de comunicação que atua no Sul, o ministro Augusto Nardes (Tribunal de Contas da União) tem sido chamado pelo governo de Jair Bolsonaro para dar aulas sobre boas práticas de governança. As informações são de Camila Mattoso e Fábio Fabrini, na edição desta segunda-feira (22) da Folha de S.Paulo. Segundo a reportagem, Nardes deu palestra para o próprio presidente e seus ministros em 14 de março, no Palácio...

Investigado na Operação Zelotes por, supostamente, receber R$ 2,5 milhões em troca de recrutar um grupo de lobistas para comprar decisões do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) favoráveis à RBS, conglomerado de comunicação que atua no Sul, o ministro Augusto Nardes (Tribunal de Contas da União) tem sido chamado pelo governo de Jair Bolsonaro para dar aulas sobre boas práticas de governança. As informações são de Camila Mattoso e Fábio Fabrini, na edição desta segunda-feira (22) da Folha de S.Paulo.

Segundo a reportagem, Nardes deu palestra para o próprio presidente e seus ministros em 14 de março, no Palácio do Planalto. No dia 26 do mesmo mês, esteve em evento em Brasília com os superintendentes da Polícia Federal, um dos órgãos que o investigam.

Segundo a investigação, a ação de Nardes, de comprar decisões favoráveis à RBS no Carf – tribunal que avalia recursos de contribuintes a autuações da Receita – anularam um débito que ultrapassa R$ 1 bilhão da empresa de mídia, afiliada da Globo, no Sul do país.

Veja também:  “Bolsonaro adora falar grosso com as mulheres, mas fala fino com os EUA”, diz Juliano Medeiros

Em novembro, 14 suspeitos de integrar o suposto esquema, entre empresários, ex-integrantes do conselho e advogados, foram denunciados à Justiça Federal por corrupção e lavagem de dinheiro.

Nardes não está entre os acusados, pois tem foro especial e o inquérito que o investiga tramita no STF (Supremo Tribunal Federal).

Ex-deputado federal que iniciou sua carreira política na Arena, partido da ditadura militar, Nardes foi indicado para uma das vagas da Câmara no TCU em 2005. No tribunal, ganhou notoriedade em 2015, como relator das contas do governo da então presidente Dilma Rousseff, processo que foi o embrião do impeachment.

Leia a reportagem na íntegra

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum