Imprensa livre e independente
23 de agosto de 2018, 14h41

Bolsonaro diz que “bandidagem vai morrer” porque não haverá dinheiro para direitos humanos

“Precisamos de alguém sentado na cadeira presidencial que respeite a tradicional família brasileira, que tenha Deus acima de tudo, como lema nosso”, afirmou

Em visita a Araçatuba, no interior de São Paulo, Jair Bolsonaro (PSL) voltou a polemizar. Disse que, se for eleito presidente da República, não vai repassar recursos da União para organizações e movimentos ligados aos direitos humanos. Para ele, essas entidades prestam um “desserviço ao nosso Brasil”. As informações são do G1.  “Conosco não haverá essa politicagem de direitos humanos, essa bandidagem vai morrer porque não enviaremos recursos da União para eles. Em vez de paz, essas ONGs prestam um desserviço ao nosso Brasil. Precisamos de alguém sentado na cadeira presidencial que respeite a tradicional família brasileira, que tenha Deus...

Em visita a Araçatuba, no interior de São Paulo, Jair Bolsonaro (PSL) voltou a polemizar. Disse que, se for eleito presidente da República, não vai repassar recursos da União para organizações e movimentos ligados aos direitos humanos. Para ele, essas entidades prestam um “desserviço ao nosso Brasil”. As informações são do G1.

 “Conosco não haverá essa politicagem de direitos humanos, essa bandidagem vai morrer porque não enviaremos recursos da União para eles. Em vez de paz, essas ONGs prestam um desserviço ao nosso Brasil. Precisamos de alguém sentado na cadeira presidencial que respeite a tradicional família brasileira, que tenha Deus acima de tudo, como lema nosso”, discursou Bolsonaro.

O candidato do PSL voltou a destacar que, se for eleito, vai propor a tipificação de ocupações de terras como crime de “terrorismo”.

Veja também:  Universidades estaduais do Rio são censuradas pelo governo Wilson Witzel

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum