18 de dezembro de 2018, 21h01

Bolsonaro diz que governo adotará critério “bastante rigoroso” para estrangeiros entrarem no Brasil

Em transmissão pelo Facebook, presidente eleito ratificou sua posição de retirar o Brasil do pacto mundial da Organização das Nações Unidas para migração

Foto: Reprodução/Facebook

Jair Bolsonaro declarou nesta terça-feira (18), em transmissão via Facebook, que o governo adotará critério “bastante rigoroso” para imigrantes entrarem no Brasil, a partir de 2019. Ele também ratificou a decisão de que o país deixará o pacto mundial da Organização das Nações Unidas (ONU) para migração, de acordo com informações de Filipe Matoso e Roniara Castilhos, no G1.

Fórum precisa ter um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

“Infelizmente, o atual ministro das Relações Exteriores (Aloysio Nunes) assinou um pacto de migração da ONU. Acho que todo mundo sabe o que está acontecendo com a França, está simplesmente insuportável viver em alguns locais da França. E a tendência é aumentar a intolerância. Os que foram para lá, o povo francês acolheu da melhor maneira possível, mas vocês sabem da história dessa gente, eles têm algo dentro de si que não abandonam suas raízes e querem fazer sua cultura, seus direitos lá de trás, seus privilégios. E a França está sofrendo com isso”, disse.

“Nós não queremos isso para o Brasil. Não somos contra imigrantes, mas para entrar no Brasil tem que ter critério bastante rigoroso. Caso contrário, no que depender de mim enquanto chefe de Estado, não entrarão. E nós, via o nosso ministro que assume agora junto comigo em janeiro, vamos revogar esse pacto pela migração. Não podemos concordar com isso daí”, acrescentou.

Agora que você chegou ao final deste texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais