#FÓRUMCAST
13 de julho de 2018, 08h06

Bolsonaro diz que homicídios merecem ‘bala’ e chama Lula de bandido

A arma de fogo é um direito de vocês. É um direito do cidadão de bem. E, mais importante do que a defesa da sua vida, é a defesa da nossa liberdade, que essa esquerdalha, materializada com o nome de PT, partido de trambiqueiros, quer tirar de nós.

Jair Bolsonaro esteve ontem em Marabá, no Pará, local onde a ditadura militar realizou um dos seus maiores massacres contra uma população que resistiu à ditadura no episódio que ficou conhecido como o da Guerrilha do Araguaia.

Bolsonaro reafirmou ali o seu discurso belicista e disse que homicídios têm que ser respondidos com “bala”, e não dentro da lei. Segundo informações de O Globo, Bolsonaro ainda teria dito:

“A arma de fogo é um direito de vocês. É um direito do cidadão de bem. E, mais importante do que a defesa da sua vida, é a defesa da nossa liberdade, que essa esquerdalha, materializada com o nome de PT, partido de trambiqueiros, quer tirar de nós. Onde o povo trabalha, o PT não cresce”.

E atacou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), chamando de “canalha” e “bandido”.