Imprensa livre e independente
11 de dezembro de 2014, 10h46

Bolsonaro faz nova ofensa a Maria do Rosário: “Não merece ser estuprada porque é muito feia”

Em entrevista, Jair Bolsonaro chamou a ex-ministra de Direitos Humanos de “desequilibrada” e afirmou: “Eu sou a vítima, ela é a agressora”.

Em entrevista, Jair Bolsonaro chamou a ex-ministra de Direitos Humanos de “desequilibrada” e afirmou: “Eu sou a vítima, ela é a agressora” Por Redação Em entrevista ao jornal Zero Hora publicada ontem (10), o deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) comentou as polêmicas declarações feitas contra a deputada Maria do Rosário (PT-RS). Na última terça-feira, após discurso da ex-ministra dos Direitos Humanos no plenário, Bolsonaro lembrou uma antiga discussão entre os dois e repetiu a frase dita há alguns anos: “Eu falei que não ia estuprar você porque você não merece”, disse, gerando indignação e revolta nos quatro cantos do país....

Em entrevista, Jair Bolsonaro chamou a ex-ministra de Direitos Humanos de “desequilibrada” e afirmou: “Eu sou a vítima, ela é a agressora”

Por Redação

Em entrevista ao jornal Zero Hora publicada ontem (10), o deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) comentou as polêmicas declarações feitas contra a deputada Maria do Rosário (PT-RS). Na última terça-feira, após discurso da ex-ministra dos Direitos Humanos no plenário, Bolsonaro lembrou uma antiga discussão entre os dois e repetiu a frase dita há alguns anos: “Eu falei que não ia estuprar você porque você não merece”, disse, gerando indignação e revolta nos quatro cantos do país.

Questionado pelo jornal gaúcho sobre o motivo daquela afirmação, o deputado foi além: “Ela não merece porque é muito ruim, porque ela é muito feia. Não faz meu gênero”. Aparentemente tranquilo com a postura tomada no Congresso, complementou: “Eu sou a vítima. Ela é a agressora”. Na entrevista, ele ainda chamou a deputada de “desequilibrada”, disse que não é “politicamente correto” e garantiu não ter medo de processos. Bolsonaro tentou justificar que os insultos foram ditos de forma irônica, por causa de provocações de Maria do Rosário.

Veja também:  CNJ abre investigação sobre "passarela da adoção", que expôs crianças em shopping no MT

Outro assunto abordado foram os direitos femininos. Na ocasião, ele questionou o excesso de direitos trabalhistas e explicou o porquê de, no Brasil, as mulheres ganharem salários mais baixos do que os dos homens. “Poxa, essa mulher tá com aliança no dedo, daqui a pouco engravida, seis meses de licença-maternidade…” Bonito pra c…, pra c…! Quem que vai pagar a conta? O empregador. (…) Quando ela voltar, vai ter mais um mês de férias, ou seja, ela trabalhou cinco meses em um ano”, destacou.

Segundo Bolsonaro, a diferença salarial seria algo natural, já que os patrões buscam minimizar os prejuízos na contratação de funcionários. “Por isso que o cara paga menos para a mulher! É muito fácil eu, que sou empregado, falar que é injusto, que tem que pagar salário igual. Só que o cara que está produzindo, com todos os encargos trabalhistas, perde produtividade (…) Se a Dona Maria não quiser ganhar isso, que procure outro emprego! O patrão sou eu”, concluiu.

Veja também:  Empresários liderados por dono da Riachuelo resolvem ir às ruas por Bolsonaro

Foto de capa: Agência Câmara

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum