11 de janeiro de 2019, 11h47

Bolsonaro faz piada com indicação de amigos para o governo

“Peço desculpas à grande parte da imprensa por não estar indicando inimigos para postos em meu governo!”, tuitou o presidente

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Depois de receber críticas pela indicação do “amigo particular”, Carlos Victor Guerra Nagem, para o cargo de gerente executivo de Inteligência e Segurança Corporativa da Petrobras, Jair Bolsonaro resolveu ironizar e voltou ao Twitter: “Peço desculpas à grande parte da imprensa por não estar indicando inimigos para postos em meu governo!”.


Fórum terá um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

Antes disso, o militar resolveu retirar um trecho de um de seus tuítes, no qual elogiava a escolha de Nagem. A princípio, ele escreveu: “A seguir o currículo do novo Gerente Executivo de Inteligência e Segurança Corporativa da Petrobras: a era do indicado sem capacitação técnica acabou, mesmo que muitos não gostem. Estamos no caminho certo!”.

Em seguida, alterou a postagem: “A seguir o currículo do novo Gerente Executivo de Inteligência e Segurança Corporativa da Petrobras, mesmo que muitos não gostem, estamos no caminho certo!”.

Agora que você chegou ao final deste texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais