Imprensa livre e independente
09 de fevereiro de 2019, 13h45

Bolsonaro nomeia general do Exército para cuidar da reforma agrária

Governo militarizado de Jair Bolsonaro ganhou mais um nome: general Jesus Corrêa, que será presidente do Incra

General Jesus Corrêa assumirá o Incra (Reprodução)
Os militares, que ocupam o governo de Jair Bolsonaro nas mais diferentes esferas, que vão desde a vice-presidência, passando pelos ministérios e até cargos em estatais, acabaram de assumir mais um posto: o de controle da reforma agrária Na manhã deste sábado (9), o presidente, que está hospitalizado, anunciou pelas redes sociais a nomeação do general do Exército Jesus Corrêa como o novo presidente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). Responsável pelo ordenamento fundiário do Brasil e pela execução da reforma agrária – que passa, necessariamente, pelo diálogo com os movimentos do campo – o Incra, logo no...

Os militares, que ocupam o governo de Jair Bolsonaro nas mais diferentes esferas, que vão desde a vice-presidência, passando pelos ministérios e até cargos em estatais, acabaram de assumir mais um posto: o de controle da reforma agrária

Na manhã deste sábado (9), o presidente, que está hospitalizado, anunciou pelas redes sociais a nomeação do general do Exército Jesus Corrêa como o novo presidente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).

Responsável pelo ordenamento fundiário do Brasil e pela execução da reforma agrária – que passa, necessariamente, pelo diálogo com os movimentos do campo – o Incra, logo no início do governo Bolsonaro, deixou de fazer parte da Casa Civil e passou a ser um órgão do Ministério da Agricultura.

Logo que a mudança foi feita o Incra publicou memorandos em que anunciava a suspensão de todos os processos de reforma agrária no país mas, após pressão, Bolsonaro os revogou.

Veja também:  Veja os memes que a milícia de robôs do Bolsonaro está distribuindo nas redes para divulgar o dia 26

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum