23 de janeiro de 2019, 12h11

Bolsonaro pode participar também de Fórum Anti-Davos organizado por Steve Bannon

O evento estaria sendo organizado em parceria com Michael Modrikamen, fundador do ultraliberal Partido Populaire, da Bélgica, e vai defender "os valores da família branca tradicional, de olhos azuis e cabelos comportados".

Divulgação/WEF
O jornalista Andy Robinson informou em seu blog no jornal espanhol La Vanguardia que Jair Bolsonaro pode aproveitar a viagem ao Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça, para participar de um evento paralelo, que está sendo organizado por Steve Bannon, ex-guru de Donald Trump, que articula a aliança internacional ultra-liberal O Movimento. Segundo Robinson – que foi barrado em Davos por ter escrito o livro “Um repórter na montanha mágica: Como a elite econômica de Davos afundou o mundo – o evento que é chamado “anti-Davos” está sendo organizado em parceria com Michael Modrikamen, fundador do ultraliberal Partido Populaire...

O jornalista Andy Robinson informou em seu blog no jornal espanhol La Vanguardia que Jair Bolsonaro pode aproveitar a viagem ao Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça, para participar de um evento paralelo, que está sendo organizado por Steve Bannon, ex-guru de Donald Trump, que articula a aliança internacional ultra-liberal O Movimento.

Segundo Robinson – que foi barrado em Davos por ter escrito o livro “Um repórter na montanha mágica: Como a elite econômica de Davos afundou o mundo – o evento que é chamado “anti-Davos” está sendo organizado em parceria com Michael Modrikamen, fundador do ultraliberal Partido Populaire na Bélgica. O evento, no entanto, não teria divulgado nem local, nem data que deve acontecer.

No último dia 15, Modrikamen publicou um tuíte apoiando a política de liberação do posse de armas de Bolsonaro. “Total apoio! Vamos fazer a mesma coisa”, tuitou o belga, que fez o convite a Bolsonaro em outubro, após o fim das eleições.

Segundo o jornalista, Bannon será o principal orador da cúpula, que “defende os valores da família branca tradicional, de olhos azuis e cabelos comportados”.

Já se alistou no “Movimento” Matteo Salvini, vice-primeiro-ministro italiano e também ministro do Interior. Salvini é o líder da Liga (antes chamada Liga Norte), grupo de ultradireita, cuja principal bandeira é repudiar os imigrantes.

Outra figura com perfil semelhante que está na lista de eventuais convidados é Nicolas Dupont-Aignan, presidente do grupo de ultradireita Debout la France (A França de Pé).

Agora que você chegou ao final desse texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais