Imprensa livre e independente
24 de outubro de 2018, 09h16

Bolsonaro quer manter integrantes da equipe de Temer. Haddad responde: “Nós não”

Haddad respondeu: “Nós não. A equipe do Temer não pensa em geração de emprego, só pensa em lucro pra banqueiro”

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
Se o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) vencer as eleições, o seu guru, Paulo Guedes, pretende convidar integrantes da equipe econômica de Michel Temer, que já foram sondados, para que fiquem em seus cargos, caso vençam as eleições. A formação da equipe e a formulação de um plano de governo já estão sendo estudadas pelo assessor de Bolsonaro, que deve assumir o comando de toda a área econômica caso o candidato vença a disputa. O candidato Fernando Haddad (PT) respondeu na manhã desta quarta-feira (24), através de sua conta do Twitter, que, caso eleito, fará o contrário: “Nós não. A equipe...

Se o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) vencer as eleições, o seu guru, Paulo Guedes, pretende convidar integrantes da equipe econômica de Michel Temer, que já foram sondados, para que fiquem em seus cargos, caso vençam as eleições.

A formação da equipe e a formulação de um plano de governo já estão sendo estudadas pelo assessor de Bolsonaro, que deve assumir o comando de toda a área econômica caso o candidato vença a disputa.

O candidato Fernando Haddad (PT) respondeu na manhã desta quarta-feira (24), através de sua conta do Twitter, que, caso eleito, fará o contrário: “Nós não. A equipe do Temer não pensa em geração de emprego, só pensa em lucro pra banqueiro”, disse.

“Meu adversário falou que vai manter a equipe econômica do Temer. Nós não. A equipe do Temer não pensa em geração de emprego, só pensa em lucro pra banqueiro. Precisamos resgatar aquele tempo em que gerávamos 1,5 milhão, às vezes até 2 milhões de postos de trabalho por ano.”

Veja também:  VÍDEO: Formandos de Medicina da Federal do Sergipe protestam: "Bolsonaro inimigo da Educação"

Guedes pretende reunir os Ministérios da Fazenda, do Planejamento, da Indústria e Comércio Exterior e a Secretaria do PPI (Programa de Parcerias de Investimentos), hoje vinculada à Presidência da República.

Em reuniões na Fazenda e no Planejamento, para tratar de uma eventual transição, Guedes se aproximou de Mansueto Almeida (secretário do Tesouro) e de Marcos Mendes (secretário especial do Ministério da Fazenda).

Com informações da Folha

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum