Imprensa livre e independente
11 de abril de 2019, 12h21

Bolsonaro se solidariza com Danilo Gentili, mas continua calado sobre fuzilamento de músico

Gentili foi condenado nesta quarta-feira a seis meses e 28 dias de detenção em regime semi-aberto pelo crime de injúria contra a deputada federal Maria do Rosário

Foto: Allan Santos/PR
O presidente Jair Bolsonaro (PSL-RJ) se solidarizou, nesta quinta-feira (11), por meio de sua conta do Twitter, com o humorista Danilo Gentili, que foi condenado nesta quarta-feira a seis meses e 28 dias de detenção em regime semi-aberto pelo crime de injúria contra a deputada federal Maria do Rosário (PT-RS). Me solidarizo com o apresentador e comediante @DaniloGentili ao exercer seu direito de livre expressão e sua profissão, da qual, por vezes, eu mesmo sou alvo, mas compreendo que são piadas e faz parte do jogo, algo que infelizmente vale para uns e não para outros. — Jair M. Bolsonaro (@jairbolsonaro)...

O presidente Jair Bolsonaro (PSL-RJ) se solidarizou, nesta quinta-feira (11), por meio de sua conta do Twitter, com o humorista Danilo Gentili, que foi condenado nesta quarta-feira a seis meses e 28 dias de detenção em regime semi-aberto pelo crime de injúria contra a deputada federal Maria do Rosário (PT-RS).

“Me solidarizo com o apresentador e comediante @DaniloGentili ao exercer seu direito de livre expressão e sua profissão, da qual, por vezes, eu mesmo sou alvo, mas compreendo que são piadas e faz parte do jogo, algo que infelizmente vale para uns e não para outros.”

Manuela D’Ávila, ex-candidata a vice-presidente na chapa de Fernando Haddad (PT-SP), reagiu à postagem de Bolsonaro, lembrando dos 80 disparos por militares contra o carro onde Evaldo dos Santos Rosa estava com a família, a caminho de um chá de bebê. Evaldo morreu na hora. Manuela afirma que “para passar pano e se solidarizar com quem comete crime e faz de conta que é comédia, Bolsonaro se manifesta rapidinho. Para se solidarizar com a família de um trabalhador, que morreu vítima do Estado com 80 tiros, ele fica quieto”.

Veja também:  Cadê o Queiroz? Flávio Bolsonaro diz que não sabe: "Ele tem um CPF e eu tenho outro"

A decisão

A decisão é da juíza Maria Isabel do Prado, da 5ª Vara Federal Criminal de São Paulo. A condenação se deu pelo fato de Gentili, em 2016, ter injuriado a parlamentar ao gravar um vídeo, em 2017, em que aparece rasgando e esfregando nas partes íntimas uma notificação extrajudicial da Câmara dos Deputados, enviada a pedido de Rosário, que solicitava que ele retirasse de suas redes sociais postagens ofensivas à parlamentar.

“Para a Maria do Rosário e para qualquer outro deputado de qualquer outro partido, eu pago o seu salário. Então eu decido se você cala ou não a boca, nunca o contrário”, afirmou Gentili no vídeo divulgado à época enquanto rasgava a notificação.

 

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum