Imprensa livre e independente
22 de setembro de 2015, 15h26

Bolsonaro sobre Dilma: “Espero que saia; infartada, com câncer, de qualquer jeito”

Em entrevista, parlamentar criticou a presidenta Dilma Rousseff e disse ainda que recorrerá da sentença em que foi condenado a pagar R$ 10 mil por ofensas machistas à deputada Maria do Rosário Por Redação Em entrevista ao Jornal Opção na quinta-feira (17), o deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) criticou Dilma Rousseff e disse que, por ele, a presidenta sairia do Palácio do Planalto imediatamente, mesmo que para isso tenha que morrer. “Espero que o mandato dela acabe hoje, infartada ou com câncer, ou de qualquer maneira”, ressaltou. “O Brasil não pode continuar sofrendo com uma ‘incompetenta’”, ironizou. Na ocasião, o...

Em entrevista, parlamentar criticou a presidenta Dilma Rousseff e disse ainda que recorrerá da sentença em que foi condenado a pagar R$ 10 mil por ofensas machistas à deputada Maria do Rosário

Por Redação

Em entrevista ao Jornal Opção na quinta-feira (17), o deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) criticou Dilma Rousseff e disse que, por ele, a presidenta sairia do Palácio do Planalto imediatamente, mesmo que para isso tenha que morrer. “Espero que o mandato dela acabe hoje, infartada ou com câncer, ou de qualquer maneira”, ressaltou. “O Brasil não pode continuar sofrendo com uma ‘incompetenta’”, ironizou.

Na ocasião, o parlamentar estava em Goiânia para participar do I Workshop da Justiça Criminal, a convite da Corregedoria-Geral da Justiça. Questionado sobre a condenação sofrida por ele em pagar R$ 10 mil à também deputada Maria do Rosário (PT-RS), Bolsonaro afirmou que recorrerá da sentença. A punição foi dada após ele dizer, no plenário da Câmara, que não estupraria a petista “porque ela não merece”.

Veja também:  Citada por Dallagnol para apoio a Moro, Associação de Procuradores criticou reportagens do Intercept

Foto de capa: Gabriela Korossy / Câmara dos Deputados

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum