09 de agosto de 2018, 22h24

Boulos abre debate da Band denunciando ausência de Lula

"Lula deveria estar aqui, mas está preso, enquanto Temer está solto lá em Brasília", afirmou o candidato do PSOL ao abrir sua fala no debate da Band. Boulos afirmou ainda que revogará as reformas de Temer e mexer nos privilégios dos mais ricos

Foto: Reprodução/TV Bandeirantes

O candidato do PSOL à presidência da República, Guilherme Boulos, abriu sua fala no debate entre presidenciáveis da Band, na noite desta quinta-feira (8), saudando o ex-presidente Lula e denunciando sua ausência. O petista foi proibido pela Justiça de participar do debate.

“Boa noite ao ex-presidente Lula, que deveria estar aqui, mas está preso enquanto Temer está solto em Brasília”, afirmou.

A pergunta era sobre o que o candidato faria para o emprego voltar a crescer no país. Ele aproveitou o espaço para dar um resumo de seu programa de governo. “Sou o candidato para acabar com toda essa esculhambação. A minha primeira medida será revogar medidas do governo Temer como reforma trabalhista, reforma da Previdência, Emenda Constitucional 95, que congela investimentos em direitos sociais”, afirmou, anunciando ainda um programa de governo voltado ao investimento público.

“Nenhum pais saiu crise sem investimento público. Vamos fazer o Levanta Brasil, com investimentos em todas as áreas. Para isso vamos ter que mexer nos privilégios dos mais ricos”, pontuou.