Imprensa livre e independente
10 de agosto de 2018, 19h40

Boulos ironiza ‘não resposta’ de Moro ao convite de Álvaro Dias para ser ministro

Moro se recusou a responder ao convite de Álvaro Dias para ser ministro da Justiça em seu eventual governo pois isso denotaria "preferência partidária". "De infidelidade os tucanos não podem acusá-lo", ironizou o candidato do PSOL

Moro brinca com Aécio Neves (PSDB), acusado de corrupção
O candidato do PSOL à presidência, Guilherme Boulos, ironizou nesta sexta-feira (10) a ‘não resposta’ do juiz Sérgio Moro com relação ao convite de Álvaro Dias (Podemos) para o magistrado de Curitiba ser ministro da Justiça em seu eventual governo. No debate da Band nesta quinta-feira (9), Dias se apresentou como o ‘candidato da Lava Jato’ e reforçou inúmeras vezes que traria Moro para sua equipe se fosse eleito. O juiz de Curitiba, no entanto, divulgou nota informando que não responderia ao convite pois isso denotaria “preferência partidária”, o que é vedado a magistrados. “Depois de Álvaro Dias dizer ontem...

O candidato do PSOL à presidência, Guilherme Boulos, ironizou nesta sexta-feira (10) a ‘não resposta’ do juiz Sérgio Moro com relação ao convite de Álvaro Dias (Podemos) para o magistrado de Curitiba ser ministro da Justiça em seu eventual governo. No debate da Band nesta quinta-feira (9), Dias se apresentou como o ‘candidato da Lava Jato’ e reforçou inúmeras vezes que traria Moro para sua equipe se fosse eleito.

O juiz de Curitiba, no entanto, divulgou nota informando que não responderia ao convite pois isso denotaria “preferência partidária”, o que é vedado a magistrados.

“Depois de Álvaro Dias dizer ontem que Moro seria seu Ministro da Justiça, o juiz se negou a responder pois poderia ser interpretado como uma “preferência partidária”. De infidelidade, os tucanos não podem acusá-lo”, ironizou Boulos, fazendo referência à tese de que o juiz blinda membros do PSDB. O pai de Moro, inclusive, foi um dos fundadores do PSDB de sua cidade, Maringá (PR).

No debate, o candidato Ciro Gomes (PDT) rebateu a declaração de Álvaro Dias sobre convidar Moro para o governo lembrando que o juiz de Curitiba recebe auxílio-moradia mesmo com imóvel próprio.

Veja também:  Em meio a escândalo da Vaza Jato, Moro deve participar de Marcha para Jesus

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum