06 de setembro de 2018, 17h53

Boulos: ‘Violência não pode tomar lugar do debate político’

A violência não se justifica, não pode tomar o lugar do debate político, disse Guilherme Boulos em seu Twitter sobre o ataque sofrido por Jair Bolsonaro

Em seu perfil no Twitter, o candidato à Presidência da República pelo Psol, Guilherme Boulos repudiou de forma veemente o ataque sofrido pelo candidato Jair Bolsonaro na tarde desta quinta-feira (6).

“Soube agora do que ocorreu com Bolsonaro em Minas. A violência não se justifica, não pode tomar o lugar do debate político. Repudiamos toda e qualquer ação de ódio e cobramos investigação sobre o fato”, escreveu Boulos em seu microblog.

A Executiva Nacional do Psol também divulgou nota:

A agressão sofrida pelo candidato do PSL, Jair Bolsonaro, configura um grave atentado à normalidade democrática e ao processo eleitoral. Nosso partido tem denunciado a escalada de violência e intolerância que contaminaram o ambiente político nos últimos anos. Por isso, não podemos nos calar diante deste fato grave.

Repudiamos esse ataque contra o candidato do PSL e esperamos das autoridades as medidas cabíveis contra seu autor!

Executiva Nacional do PSOL
6 de setembro de 2018