Imprensa livre e independente
13 de maio de 2019, 09h28

Cadê o Queiroz? Flávio Bolsonaro diz que não sabe: “Ele tem um CPF e eu tenho outro”

Flávio disse ainda que Queiroz tinha a confiança do pai, Jair Bolsonaro, e que ele ficava mais com o ex-assessor do que com a própria família. "Com certeza, ou não teria vindo trabalhar comigo. Ele convivia mais comigo. Mais de dez anos trabalhando comigo quase todo dia. Eu estava mais junto com o Queiroz algumas vezes do que com a minha família"

Flávio Bolsonaro com o ex-assessor, apontado como laranja e elo com a milícia, Fabrício Queiroz (Foto: Reprodução)
Em entrevista a Renata Agostini, divulgada na noite deste domingo (12) no site do jornal O Estado de S.Paulo, o senador Flávio Bolsonaro (PSL/RJ) disse que desconhece o paradeiro de seu ex-assessor e homem de confiança no gabinete da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), suspeito de movimentação suspeita de recursos pelo Coaf. “Como é que eu vou saber? Ele tem um CPF e eu tenho outro. A última vez que falei com Queiroz, foi quando ele teve cirurgia do câncer e liguei para saber se estava tudo bem. E nunca mais falei com ele. Não sei onde ele...

Em entrevista a Renata Agostini, divulgada na noite deste domingo (12) no site do jornal O Estado de S.Paulo, o senador Flávio Bolsonaro (PSL/RJ) disse que desconhece o paradeiro de seu ex-assessor e homem de confiança no gabinete da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), suspeito de movimentação suspeita de recursos pelo Coaf.

“Como é que eu vou saber? Ele tem um CPF e eu tenho outro. A última vez que falei com Queiroz, foi quando ele teve cirurgia do câncer e liguei para saber se estava tudo bem. E nunca mais falei com ele. Não sei onde ele está, não tenho informação da família, não sei nada”, respondeu o filho de Jair Bolsonaro (PSL), ao ser indagado sobre onde está Queiroz.

Segundo Flávio, a demora de Queiroz em se explicar o “atrapalhou muito”. “Fui sendo fritado enquanto ele não falava nada”, afirmou.

O hoje senador disse que Queiroz tinha autonomia dentro de seu gabinete na Alerj para escolher pessoas – terceirizando a responsabilidade pela contratação de pessoas ligadas a milicianos.

Veja também:  Haddad sobre pivô da demissão de Joaquim Levy: "Bozo não conseguiria conviver com tanto talento"

“Ele que geria isso tudo. Talvez tenha sido meu erro confiar demais nele. Ele me pedia: ‘Poxa, dá para colocar minha filha para trabalhar?’. Meu gabinete sempre foi muito enxuto. Minha campanha sempre muito barata. Abria espaço no meu gabinete e eu, na confiança, dizia: ‘Pode colocar, monta isso aí, não tem problema’. Quem tem que cobrar agora explicações é o Ministério Público. Óbvio que cobrei também, mas ele não me deu as explicações precisas à época, me deu de forma genérica. Agora é o Ministério Público que tem de apurar.”

Flávio disse ainda que Queiroz tinha a confiança do pai, Jair Bolsonaro, e que ele ficava mais com o ex-assessor do que com a própria família. “Com certeza, ou não teria vindo trabalhar comigo. Ele convivia mais comigo. Mais de dez anos trabalhando comigo quase todo dia. Eu estava mais junto com o Queiroz algumas vezes do que com a minha família. A relação foi sendo construída, de confiança.”

Veja também:  Repórter da Globo deu Bíblia a Bolsonaro para "ganhar espacinho", diz Carlos: "A repulsa está na cara"

Leia a entrevista na íntegra

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum