ASSISTA
30 de julho de 2014, 09h46

Campanha de Aécio reconhece que tucano utilizou aeroporto de Cláudio

Documento da assessoria de imprensa do senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB) afirma que Aécio utilizou a pista em "operação ocasional"; Anac contesta argumento

Documento da assessoria de imprensa do senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB) afirma que Aécio utilizou a pista em “operação ocasional”; Anac contesta argumento 

Por Redação | Foto de capa: Vinicius Gomes 

Reportagem publicada nesta quarta-feira (30) pelo jornal O Estado de S. Paulo indica que a campanha de Aécio Neves, candidato do PSDB à Presidência da República, admitiu ontem que o tucano já utilizou o aeroporto de Cláudio, no interior de Minas Gerais, embora a pista ainda não tenha sido homologada pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

“Os voos realizados pelo presidenciável Aécio Neves para a pista de Cláudio/MG foram feitos totalmente em conformidade com a legislação vigente. Trata-se operações denominadas operação ocasional”, afirma o texto interno, intitulado como “Voos ocasionais para a pista de Cláudio/MG; Aspectos da Legalidade”.

De acordo com a norma mencionada, o operador de helicóptero poderia usar a pista desde que tivesse “tomado as providências cabíveis para garantir a segurança da operação da aeronave”. A Anac, no entanto, contestou o argumento. “Esse trecho do regulamento só é válido para operações realizadas exclusivamente por helicópteros (aeronaves de asa rotativa), e em helipontos ainda não homologados”, comunicou. O órgão informou, ainda, que aeroportos não homologados só podem receber pousos e decolagens em caso de “emergência em voo, para evitar incidente/acidente”.

Segundo a matéria, o comunicado foi produzido a pedido do senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB), candidato a vice de Aécio, e enviado por sua assessoria de imprensa ao Estado. A medida teria sido tomada na tentativa de retirar dos noticiários o caso, revelado pela Folha de S. Paulo no último dia 20.

A assessoria de Aécio não respondeu qual o tipo de aeronave ele utilizou em Cláudio. Ontem, em Brasília, o candidato se recusou mais uma vez a se pronunciar sobre o assunto. “Vou responder quando achar adequado”, declarou.

Leia mais:

O mistério de Cláudio

Tancredo Neves já teria colocado dinheiro público no aeroporto de Cláudio