Imprensa livre e independente
24 de outubro de 2018, 18h46

Campanha pede para que eleitores “esqueçam” livros em locais públicos e votem “pela democracia”

A iniciativa visa mostrar o quanto a educação é importante na vida das pessoas e contrapõe a ideia de Bolsonaro de distribuir armas para a população

Eleitores de Fernando Haddad (PT) lançaram uma campanha para incentivar as pessoas a “esquecerem” seus livros em locais públicos entre os dias 26 e 27 de outubro, que são antevéspera e véspera das eleições deste domingo (28). A ideia é mostrar o quanto a educação é importante na vida das pessoas. A iniciativa pede que o eleitor deixe um recado grampeado na futura leitura de outro cidadão. O recado recomendado é: “Este livro ‘esquecido’ é para você, que prefere ter um livro numa mão e a carteira de trabalho na outra. Dia 28 vote pela democracia! Vote 13”, diz um...

Eleitores de Fernando Haddad (PT) lançaram uma campanha para incentivar as pessoas a “esquecerem” seus livros em locais públicos entre os dias 26 e 27 de outubro, que são antevéspera e véspera das eleições deste domingo (28).

A ideia é mostrar o quanto a educação é importante na vida das pessoas. A iniciativa pede que o eleitor deixe um recado grampeado na futura leitura de outro cidadão.

O recado recomendado é: “Este livro ‘esquecido’ é para você, que prefere ter um livro numa mão e a carteira de trabalho na outra. Dia 28 vote pela democracia! Vote 13”, diz um texto de divulgação que circula pelas redes sociais.

Veja também:  Argentina: Líder nas pesquisas, Cristina Kirchner lança best seller e é favorita para a eleição de outubro

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum