11 de julho de 2016, 14h49

Cantora que venceu prêmio no “Domingão do Faustão” é vítima de racismo

A cantora estava passeando com uma amiga quando foi proibida de usar um acessório por conta de seu cabelo

Por Redação

A cantora Michele Mara foi vítima de racismo no último dia 30 de junho. Michele, que venceu em 2011 o concurso “Melhor Imitador da América Latina”, no Domingão do Faustão, fazendo cover de Aretha Franklin, publicou uma nota no Facebook, onde contou que estava passeando com uma amiga pela rua XV de Novembro, no centro de Curitiba (PR), quando entraram em uma loja de acessórios.

Em um determinado momento, a amiga de Michele a incentivou a provar um acessório de cabelo, porém a proprietária da loja, uma mulher de origem chinesa, avançou sobre a cantora e tirou o objeto de sua mão dizendo que ela iria “danificar o produto”.

Michele afirmou que a mulher ainda tentou colocar o produto no cabelo de sua amiga, que é branca. Ela fez um boletim de ocorrência com denúncia de racismo.

“Não vou me calar diante disso!!! Jamais!!! Isso é inadimissível.”, disse ela em seu Facebook. Michele ainda afirmou que pessoas foram até seu perfil dizer que “essa gente”, no caso as pessoas negras que denunciam racismo, só querem aparecer.

Foto de Capa: Reprodução/ Facebook