Imprensa livre e independente
06 de março de 2019, 19h37

Carnavalesco da Mangueira responde a Bolsonaro e diz que Carnaval não é o que ele acha que é

Durante a festa do título, Leandro Vieira declarou: “É um recado político também para mostrar para o presidente que o Carnaval é isso aqui. O Carnaval é a festa do povo”

Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil
Durante a festa de comemoração do título da Estação Primeira de Mangueira, nesta quarta-feira (6), na quadra da escola, no Rio de Janeiro, Leandro Vieira, o carnavalesco da agremiação, rebateu a postagem de Jair Bolsonaro. Vieira disse que a vitória é importante também para protestar contra o presidente. “A Mangueira é uma escola que faz Carnaval para representar uma comunidade importante. Fazer esse Carnaval é fazer um Carnaval de representatividade. Esses homens e essas mulheres são os heróis do meu enredo, que merecem sempre ser exaltados. Aqui mora o que há de melhor nesse país, que o mundo todo aplaude”, declarou,...

Durante a festa de comemoração do título da Estação Primeira de Mangueira, nesta quarta-feira (6), na quadra da escola, no Rio de Janeiro, Leandro Vieira, o carnavalesco da agremiação, rebateu a postagem de Jair Bolsonaro. Vieira disse que a vitória é importante também para protestar contra o presidente.

“A Mangueira é uma escola que faz Carnaval para representar uma comunidade importante. Fazer esse Carnaval é fazer um Carnaval de representatividade. Esses homens e essas mulheres são os heróis do meu enredo, que merecem sempre ser exaltados. Aqui mora o que há de melhor nesse país, que o mundo todo aplaude”, declarou, em entrevista à GloboNews.

Questionado sobre se o enredo da escola era um recado político, o carnavalesco disse: “O país todo tem que entender que isso aqui é importante. É um recado político também para mostrar para o presidente que o Carnaval é isso aqui. O Carnaval é a festa do povo. É cultura popular. Carnaval não é o que ele acha que é”, disse.


Jair Bolsonaro compartilhou, na noite desta terça-feira (5), um vídeo de um homem urinando em outro para “expor a verdade” sobre os blocos de rua no Carnaval.

Veja também:  "Estamos fortalecendo a luta contra a corrupção", diz Glenn à Jovem Pan

“Não me sinto confortável em mostrar, mas temos que expor a verdade para a população ter conhecimento e sempre tomar suas prioridades. É isto que tem virado muitos blocos de rua no carnaval brasileiro. Comentem e tirem suas conslusões (SIC)”, tuitou. A iniciativa causou enorme indignação.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum