Colunistas

29 de maio de 2018, 16h07

Cartas do Pai: “A greve é de todos!”

Artistas, operários, professores, intelectuais, caminhoneiros, petroleiros, bancários, estudantes, todos juntos numa manifestação só! Numa greve só! Já imaginou que lindo ver isso de novo!?

Foto: Divulgação

Rio de Janeiro, 29 de maio de 2018

Pai,

Os caminhoneiros entraram em greve e fecharam algumas estradas. O curioso é que com sete dias de bloqueio parcial das estradas ficamos sem combustível, sem transportes, com pouca comida nos supermercados e nas feiras…
Agora, imagina o que um bloqueio internacional de cinco anos não faz com um país, como na Venezuela!? E vou mais além. Imagina um bloqueio internacional de 56 anos!! E mesmo assim vemos Cuba sem mortalidade infantil, analfabetismo, nem ninguém passando fome. Exportando médicos para o mundo, descobrindo cura para doenças, como o vitiligo, nossa!

Mas voltando a greve aqui, pai. Ninguém tá aguentando mais, mas ninguém fazia nada. Aí, os caminhoneiros resolveram fazer. O governo aumentou mais uma vez os combustíveis e eles se mobilizaram. Fizeram o que nenhum outro setor tinha feito. Mostraram união. Muito legal! Só fiquei triste, vendo que eles estão olhando apenas o lado deles. Em vez de brigar pelo preço de todos os combustíveis, estão brigando só pelo diesel. Nos dão uma lição se mobilizando, mas poderiam nos dar duas, brigando por todos.

Agora, os petroleiros resolveram fazer greve também, mas por todos os combustíveis. Marcaram o início para hoje à noite! Espero que os caminhoneiros apoiem, assim como os petroleiros apoiaram a greve deles.

Quando vão entender que a greve tem que ser conjunta? Todo mundo cuidando de todo mundo. Artistas, operários, professores, intelectuais, caminhoneiros, petroleiros, bancários, estudantes, todos juntos numa manifestação só! Numa greve só! Já imaginou que lindo ver isso de novo!?

Vamos à luta pai!

Um beijo do seu filho,

Ivan