12 de fevereiro de 2019, 14h47

Caso Fabrício Queiroz está “sob absoluto sigilo”, diz MP-RJ

Fórum questionou o MP-RJ se já foram agendados, ou  já haviam acontecido, os depoimentos de Fabrício Queiroz e dos demais assessores sob investigação no caso.

Foto: Reprodução
Em resposta a um pedido de informações sobre o andamento das investigações do caso de Fabrício Queiroz, ex-motorista do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), o Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ), informou que “a apuração é conduzida sob absoluto sigilo” e “o promotor [do caso] prefere não se manifestar. Fórum questionou o MP-RJ se já foram agendados, ou  já haviam acontecido, os depoimentos de Fabrício Queiroz e dos demais assessores sob investigação no caso. Queiroz faltou duas vezes em datas agendadas pelo MP para prestar esclarecimentos sobre o caso. Flávio Bolsonaro também não compareceu. O promotor Luís Otávio Figueira Lopes...

Em resposta a um pedido de informações sobre o andamento das investigações do caso de Fabrício Queiroz, ex-motorista do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), o Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ), informou que “a apuração é conduzida sob absoluto sigilo” e “o promotor [do caso] prefere não se manifestar.

Fórum questionou o MP-RJ se já foram agendados, ou  já haviam acontecido, os depoimentos de Fabrício Queiroz e dos demais assessores sob investigação no caso. Queiroz faltou duas vezes em datas agendadas pelo MP para prestar esclarecimentos sobre o caso. Flávio Bolsonaro também não compareceu.

O promotor Luís Otávio Figueira Lopes assumiu o caso após o promotor Cláudio Calo se declarar suspeito. Calo havia postado no Twitter que movimentações atípicas detectadas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), como as que são investigadas no caso, não são necessariamente ilícitas. Ele também curtiu um post do vereador Carlos Bolsonaro, o filho caçula do presidente da República.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.