12 de janeiro de 2019, 12h57

Catador de materiais recicláveis é censurado pela PM do Rio de Janeiro

"Se eu pudesse, reciclaria todos os políticos": De acordo com o grafiteiro e ativista Mundano, um grupo de policiais militares do Rio de Janeiro obrigou um catador de materiais recicláveis a apagar a frase que estava pintada em sua carroça

Reprodução/Facebook

O ativista e grafiteiro Mundano denunciou, nesta sexta-feira (11), uma censura imposta por policias militares do Rio de Janeiro a um catador de materiais recicláveis. Willen Marques, que teve sua carroça customizada através do projeto Pimp My Carroça, teria sido obrigado a apagar de sua carroça a seguinte frase: “Se eu pudesse reciclaria todos os políticos”.

De acordo com Mundano, Willen estava fazendo uma coleta solicitada pelo aplicativo Cataki, que conecta catadores com empresas e pessoas interessadas em descartar materiais recicláveis, quando foi abordado por um grupo de policiais. “Essa frase está afrontando o governo. Pode, não. Apaga ou a gente apreende tua carroça”, teriam dito.

Willen exibe a carroça censurada (Reprodução/Facebook)

Mesmo se comprometendo a apagar a frase que incomodou os policias, Willen teria sido conduzido até uma delegacia e liberado na sequência por não ter nenhum tipo de antecedente criminal. Prontamente, o catador cobriu a frase na carroça com tinta branca. O caso teria acontecido no dia 3 de janeiro.

“Hoje fiquei sabendo da censura do meu trabalho, que para mim não é novidade e a enxergo como um elogio. O que me chamou a atenção é que os mesmos policias veem essa frase há anos, só agora ordenaram que fosse apagada. A questão que jogo pra vocês é: Qual frase você escreveria no lugar?”, escreveu Mundano em seu perfil do Instagram.

O artista, que customizou a carroça de Willem, é o criador do projeto Pimp My Carroça, que tem como objetivo “tirar catadores da invisibilidade” e fornecer equipamentos de segurança aos trabalhadores.

Confira, abaixo, o postagem de denúncia do caso.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

“Apaga a frase ou a gente apreende tua carroça”. Foi isso que o Willen ouviu de um grupo de policiais militares que o abordou enquanto ele trabalhava. Willen é catador. Ele recebeu uma chamada pelo app Cataki e foi surpreendido com a exigência dos policiais, que na sequência o levaram pra delegacia pra ver se ele devia algo pra justiça [com j minúsculo]. Ele não devia nada. . No mesmo dia, pintou a frase de branco. “Se eu pudesse reciclaria todos os políticos” – essa foi a frase que deixou os policiais desconfortáveis. A mensagem tinha sido escrita pelo artivista @mundano_sp, que pintou a carroça do Willen em 2016. . A censura aconteceu no Rio de Janeiro, no 3º dia de 2019. Sintoma de uma época doente. . E aí? Qual você acha que deveria ser a nova frase da carroça do Willen? #vivaoscatadores #vivaowillen

Uma publicação compartilhada por Pimp my Carroça (@pimpmycarroca) em