Imprensa livre e independente
29 de março de 2019, 14h41

Cesar, pai de Rodrigo Maia, repete o filho: “Bolsonaro está brincando de presidir o país”

César Maia ainda esnobou as "besteiras" propagadas pelos filhos do presidente, em especial Carlos Bolsonaro, a quem levantou dúvidas de ser apenas um "vocalizador da vontade do pai"

Rodrigo com o pai, Cesar Maia (Reprodução/Facebook)
Pai de Rodrigo Maia (DEM/RJ), presidente da Câmara dos Deputos, o ex-prefeito e atual vereador carioca, César Maia (DEM) repetiu o filho nas críticas a Jair Bolsonaro, em entrevista nesta sexta-feira (29) a Thiago Prado, na revista Época. “Bolsonaro não é um personagem capaz de segurar a liderança desse processo (da reforma da Previdência). Ele está brincando de presidir o país, e está na hora de parar a brincadeira”, disse. Durante as rusgas com o presidente, Rodrigo Maia já havia afirmado que “Bolsonaro está brincando de presidir o país”. Conhecido pelo seu caráter explosivo, Cesar Maia criticou o “amadorismo dos...

Pai de Rodrigo Maia (DEM/RJ), presidente da Câmara dos Deputos, o ex-prefeito e atual vereador carioca, César Maia (DEM) repetiu o filho nas críticas a Jair Bolsonaro, em entrevista nesta sexta-feira (29) a Thiago Prado, na revista Época.

“Bolsonaro não é um personagem capaz de segurar a liderança desse processo (da reforma da Previdência). Ele está brincando de presidir o país, e está na hora de parar a brincadeira”, disse.

Durante as rusgas com o presidente, Rodrigo Maia já havia afirmado que “Bolsonaro está brincando de presidir o país”.

Conhecido pelo seu caráter explosivo, Cesar Maia criticou o “amadorismo dos atuais donos do poder”, chamou Bolsonaro de “líder sindical dos policiais” e esnobou as “besteiras” propagadas pelos filhos do presidente, em especial Carlos Bolsonaro, que foi o pivô do atrito entre o pai e Rodrigo Maia e também com o ex-ministro Gustavo Bebbiano, em razão de ataques pelo Twitter.

“Será que foi por causa do Carlos? Ou ele foi apenas vocalizador da vontade do pai? Como disse, não vejo organicidade nos filhos, são pessoas querendo aparecer apenas, não é relevante nada disso. Por que perder tempo com eles?”, disse César.

Veja também:  Depois que Bolsonaro assumiu a Presidência, Procuradoria e STF frearam ações da Lava Jato

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum