10 de janeiro de 2019, 10h33

Chico Buarque: “Com esses ministros, é preferível que Cultura não tenha ministério”

A extinção do Ministério da Cultura fez parte de um dos primeiros anúncios de Bolsonaro assim que foi eleito. As atribuições da pasta foram repassadas ao Ministério da Cidadania, que é comandado Osmar Terra.

Em reportagem de Beatriz Jucá, na edição desta quinta-feira (10) do jornal El País, o músico Chico Buarque disse que com os ministros que foram escalados por Jair Bolsonaro (PSL) em seu governo é melhor que não tenha ministério da Cultura.

“Só posso dizer o seguinte: em vista da qualidade dos ministros deste Governo, acho que é preferível que a cultura não tenha ministério”, afirmou Chico, que fez campanha para Fernando Haddad (PT) e visitou o ex-presidente Lula na prisão, em agosto passado.

Fórum terá um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

“Acho que o correto seria a imprensa poder falar diretamente com ele, em vez de ficar de porta voz, moço de recados”, disse Chico na ocasião, sobre a censura judicial imposta ao ex-presidente.

A extinção do Ministério da Cultura fez parte de um dos primeiros anúncios de Bolsonaro assim que foi eleito. As atribuições da pasta foram repassadas ao Ministério da Cidadania, que é comandado por Osmar Terra. A Secretaria que cuida do tema ficou sob responsabilidade do radialista, Henrique Medeiros Pires.

Agora que você chegou ao final deste texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais