Imprensa livre e independente
31 de março de 2016, 20h20

Chico Buarque volta às ruas: “Vocês me dão ânimo para acreditar que não vai ter golpe”

O músico e escritor participou do ato em defesa da democracia no Rio de Janeiro e foi ovacionado pelo público. “Estamos com a democracia e com o governo Dilma” Por Redação Cinquenta e dois anos depois, Chico Buarque afirmou que lembra muito bem do dia 31 de março de 1964, véspera do golpe militar. Nesta quinta-feira (31), o cantor e escritor voltou às ruas no ato pela defesa da democracia realizado no Largo do Carioca, Rio de Janeiro. “Vocês me dão ânimo para acreditar que não vai ter golpe”, afirmou o artista, ovacionado por uma plateia de milhares de pessoas cantando...

O músico e escritor participou do ato em defesa da democracia no Rio de Janeiro e foi ovacionado pelo público. “Estamos com a democracia e com o governo Dilma”

Por Redação

Cinquenta e dois anos depois, Chico Buarque afirmou que lembra muito bem do dia 31 de março de 1964, véspera do golpe militar. Nesta quinta-feira (31), o cantor e escritor voltou às ruas no ato pela defesa da democracia realizado no Largo do Carioca, Rio de Janeiro.

“Vocês me dão ânimo para acreditar que não vai ter golpe”, afirmou o artista, ovacionado por uma plateia de milhares de pessoas cantando “Chico, guerreiro do povo brasileiro”.

Em sua breve fala, Chico saiu em defesa da presidenta Dilma Rousseff e afirmou que “ninguém pode questionar sua integridade”.

“Estamos com a democracia e o governo Dilma. Não vai ter golpe”, pontuou.

 

 

Veja também:  Bloqueio de recursos da Educação é inconstitucional, diz Procuradoria

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum