10 de setembro de 2018, 19h00

Ciro: Bolsonaro “representa um risco grave à população”

Segundo o pedetista, o candidato à presidência pelo PSL foi ferido na barriga, mas não mudou nada na cabeça

Foto: Reprodução/YouTube

Na manhã desta segunda-feira (10), o candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes, criticou o concorrente do PSL, Jair Bolsonaro, durante agenda de campanha em Mauá, região metropolitana de São Paulo.

Ciro e outros candidatos fizeram uma trégua aos ataques a Bolsonaro – o mais criticado dos concorrentes no horário eleitoral. Na quinta-feira (6), Bolsonaro foi vítima de uma facada em Juiz de Fora (MG).

Classificando o ataque a Bolsonaro como inadmissível, Ciro considerou que o discurso do deputado do PSL estimula a violência. “Ele representa um risco grave à população”, afirmou. “Não concordo com nada que ele pensa, nada do que ele fala”.

Ontem à noite, após o debate Estadão/TV Gazeta/Jovem Pan, Ciro já havia criticado Bolsonaro. Segundo ele, o candidato do PSL foi ferido na barriga, mas não mudou nada na cabeça. Ciro minimizou o efeito eleitoral do crime contra Bolsonaro.