Imprensa livre e independente
28 de março de 2019, 13h01

Ciro Gomes chama Bolsonaro de “imbecil” e “semianalfabeto”

Sobre Temer, Ciro disse que ele “merecia estar condenado e preso talvez há 10, 20 anos

Foto: Reprodução Diário de Noticias
O ex-candidato à Presidência Ciro Gomes (PDT-CE), em entrevista ao jornal português Diário de Notícias, publicada nesta quinta-feira (28), não poupou críticas ao governo de Jair Bolsonaro e ao ex-presidente Michel Temer, a quem considera que a prisão chegou tardiamente. O ex-governador do Ceará citou uma série de acontecimentos recentes para dizer que o “capital político do governo está se decompondo”, enquanto a “máscara começa a cair”. “O que gerou esse fenômeno de eleger um despreparado, um semi-analfabeto — não no sentido de leitura, mas no sentido de compreensão da vida — como o Bolsonaro, um maluco, em rigor, um imbecil —...

O ex-candidato à Presidência Ciro Gomes (PDT-CE), em entrevista ao jornal português Diário de Notícias, publicada nesta quinta-feira (28), não poupou críticas ao governo de Jair Bolsonaro e ao ex-presidente Michel Temer, a quem considera que a prisão chegou tardiamente.

O ex-governador do Ceará citou uma série de acontecimentos recentes para dizer que o “capital político do governo está se decompondo”, enquanto a “máscara começa a cair”.

“O que gerou esse fenômeno de eleger um despreparado, um semi-analfabeto — não no sentido de leitura, mas no sentido de compreensão da vida — como o Bolsonaro, um maluco, em rigor, um imbecil — uma palavra dura para se dizer de um presidente mas é um imbecil — foi a onda antipetista”.

Sobre Temer, que foi preso no último dia 21 de março e solto quatro dias depois, Ciro disse que ele “merecia estar condenado e preso talvez há 10, 20 anos. Mas até hoje não remanesce ainda formalizada nenhuma condenação”.

Veja também:  Justiça britânica adia decisão sobre extradição de Assange para 2020

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum