#FÓRUMCAST
05 de julho de 2018, 09h43

Ciro Gomes é vaiado em evento de empresários e responde com ironia e bom humor

"Se quiserem um presidente fraco escolham um desses com conversa fiada aqui pra vocês", retrucou o ex-ministro da Integração Nacional

Foto: Reprodução /CNI

O pré-candidato do PDT à presidência da República, Ciro Gomes, reagiu com bom humor à vaia que ouviu em evento de empresários da Confederação Nacional da Indústria. O painel com presidenciáveis foi realizado nesta quarta-feira (4) em São Paulo. Ao discorrer sobre a Reforma Trabalhista, Ciro disse que iria reunir patrões e empregados para revisar a legislação aprovada pelo governo de Michel Temer.

“Meu compromisso com as centrais sindicais é trazer essa bola de volta ao meio de campo”, afirmou.

Parte da plateia de industriais ficou incomodada com a proposta do ex-governador do Ceará e rebateu com vaias. Ele parou por alguns segundos e com um sorriso de canto de boca, respondeu:

“Pois é, vai ser assim mesmo. Se quiserem um presidente fraco escolham um desses com conversa fiada aqui pra vocês”, retrucou o ex-ministro da Integração Nacional do Governo Lula.

Ele prometeu rediscutir pontos da Reforma Trabalhista que definiu como “selvageria”: o trabalho intermitente e o de mulheres grávidas em locais insalubres. Na saída do evento, Ciro disse que as vaias não o incomodaram. “Fui vaiado por uma pequena fração. Não estou nem um pouco preocupado com o fato de receber agressão por defender trabalhador. Meu lado é da classe trabalhadora. Só acho que a melhor forma de prestigiar a classe trabalhadora é prestigiar quem produz junto com eles.

Participaram do “Diálogos da Indústria com os candidatos à Presidência da República”, os pré-candidatos Geraldo Alckmin (PSDB), Marina SIlva (Rede), Jair Bolsonaro (PSL), Henrique Meirelles (MDB), e Álvaro Dias (Podemos).

Assista à sabatina de Ciro Gomes na CNI