inversoconjugado | Revista Fórum

#inversoconjugado

07 de novembro de 2016, 15h14

O choque do início e do fim – Tchernóbil

Ler a ganhadora do Prêmio Nobel de literatura de 2015 era para ser a tarefa mais prazerosa possível. Era. Por Guilherme Dogo “Vozes de Tchernóbil” remexe, esmaga, emociona e toca todos os cantos da mente e da alma. A transformação de Svetlana Alexiévitch do horror em algo extremamente tocante é merecedora do prêmio, sem sombras […]


05 de outubro de 2016, 15h06

Afinal, para onde vamos?

Autor de O Demonologista faz a sua versão de céu e inferno em sua nova obra: Os Condenados Por Guilherme Dogo O mais novo best-seller de Andrew Pyper, o autor de O Demonologista, poderia facilmente cair num profundo cliché, já que trata de uma das questões mais antigas da humanidade: para onde vamos depois que […]


26 de setembro de 2016, 15h00

Nimona: ciência, magia, ficção, protagonismo feminino e quadrinhos, conheça a graphic novel de Noelle Stevenson

Por Matheus Moreira Recebemos, na redação da Fórum, como cortesia da Editora Intrínseca, a graphic novel Nimona, da autora estadunidense Noelle Stevenson. O livro em quadrinhos era um projeto de trabalho de conclusão de curso de duas páginas que, em 2012, se tornou em uma webcomic e agora, em 2016, uma graphic novel, lançada pela […]


20 de setembro de 2016, 14h52

Fantasia, mitologia africana, e inclusão: o universo de Lara Orlow

Por Victor Hugo Felix A literatura estrangeira se inspira muito na mitologia greco-romana, e isso não é uma novidade. A série “Percy Jackson”, de Rick Riordan, é um grande exemplo disso: na saga, o personagem-título se descobre um semideus e vive grandes aventuras em meio aos deuses do Olimpo. A escritora Lara Orlow é fã […]


17 de setembro de 2016, 14h40

Ex-sargento com orgulho, conheça a história de uma das primeiras mortes da ditadura

Por Matheus Moreira Uma das primeiras mortes que a ditadura provocou, senão a primeira, foi a de um soldado. Após duas tentativas frustradas de combate ao golpe de 1964, Manoel Raymundo Soares morreu sem delatar seus companheiros. Sofreu com torturas diárias no pau de arara e foi enviado para ilha do presidio. Morreu jurando amor […]