Marcelo Hailer

15 de março de 2019, 22h42

A masculinidade assassinou os estudantes de Suzano

Marcelo Hailer, em sua coluna, destaca que “o discurso da masculinidade, na sua quase totalidade, treina esses adolescentes masculinos para serem dominadores, violentos e máquinas de matar”


+ posts

04 de janeiro de 2019, 20h54

“É notório que seremos cerceados em nossos espaços de trabalho”, diz pesquisadora

Bruna Andrade Irineu (UFMT) acaba de ser eleita presidente da Associação Brasileira de Estudos da Homocultura. Nesta conversa exclusiva com o blog, ela faz uma análise de conjuntura do está por vir no campo acadêmico e políticos das questões LGBT e feministas


20 de dezembro de 2018, 20h20

ABGLT repudia encontro de entidades LGBTI com Damares Alves: “Não em nosso nome”

A Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Intersexos (ABGLT) divulgou uma nota de repúdio à reunião entre a Aliança Nacional LGBTI e outras entidades com a futura ministra Damares Alves: "Qual o sentido de militantes LGBTIs emprestarem suas imagens para dar à futura ministra uma 'cara positiva' em relação a nossas demandas? A quem isso serve?"


12 de dezembro de 2018, 16h18

A primeira derrota do governo Bolsonaro

O arquivamento do projeto “Escola Sem Partido” deve ser entendida como a primeira derrota do governo Bolsonaro. Ainda que este tenha início apenas no dia 1 de janeiro, não devemos esquecer que a tal “doutrinação ideológica nas escolas” e o “kit gay” foram as bandeiras que o elegeram


23 de novembro de 2018, 14h15

Marcelo Hailer: A Rede pela Democracia lançada na PUC-SP

Duas questões ganharam destaque neste primeiro ato da Rede Pela Democracia: ameaças à liberdade cátedra por meio dos discursos de “combate” à “ideologia de gênero” e “doutrinação marxista” – ambas inexistentes em qualquer nível da educação nacional - e a ampliação da militarização do Estado e as possíveis consequências destas duas políticas que se anunciam pelos próximos anos.


31 de outubro de 2018, 16h48

Quando é que não foi permitido matar LGBT, mulheres e negr@s no Brasil?

é preciso coragem, mas mais aos partidos à esquerda e seus dirigentes para se repensarem daqui pra frente: andar lado a lado com a gente, ceder lugar nos espaços de tomadas de decisão, deixar que a gente fale


24 de outubro de 2018, 15h59

Há tempos que o mercado financeiro adotou a barbárie

O fato é que, desde a década de 1970, dentro e fora do Ocidente, a entidade mercado-financeiro age como uma grande sanha colonialista: apoia candidaturas claramente barbáricas e depois aparece como porta voz da "civilização"


19 de setembro de 2018, 21h33

Que juventude é essa que vota no Bolsonaro?

Segundo o Ibope 28% dos jovens com idade entre 16 e 24 anos votam em Bolsonaro. Este dado é preocupante pois nos revela uma geração que está se formando com base numa mentalidade que não tem apreço pela democracia, ou que acha tudo bem um candidato com inúmeras declarações machistas e de ódio aos LGBT e negros ser o próximo presidente da República


23 de agosto de 2018, 16h39

Bolsonaro e a masculinidade tóxica

Derrotar o candidato do PSL não é apenas evitar a barbárie brasileira, mas é também começar a deixar para trás um tipo de estrutura e organização social que privilegia a violência da heterossexualidade compulsória para uma vida em comunhão entre as várias raças, identidades e orientações sexuais na construção do Comum


08 de agosto de 2018, 14h37

Manuela e Haddad… a vez das pautas progressistas?

No momento em que vivemos, de pleno recrudescimento de valores morais ultraconservadores, as declarações de Haddad e Manuela não são pouca coisa


25 de julho de 2018, 14h36

Lulu Santos ou a “bicha velha” na sociedade do Instagram

"O cantor Lulu Santos postou uma foto ao lado de seu namorado, assim, como quem deseja apenas compartilhar um momento de felicidade e pronto, foi o suficiente para acompanharmos o que há de mais triste na atual geração e aquela que se criou na década de 1990: ojeriza à velhice e preconceito com casais com diferença de idade"


20 de julho de 2018, 21h43

Quem é o monstro: Dr. Bumbum ou a Medicina capitalista?

Até que ponto o capitalismo deve mover os interesses da medicina? O Dr. Bumbum, mais do que uma ficha corrida, revela os caminhos tortuosos e equivocados que algumas áreas como a Saúde têm seguido a partir de decisões políticas em conluio com os conglomerados