Imprensa livre e independente
16 de fevereiro de 2018, 12h55

Com 79% das buscas, Paraíso do Tuiuti é a escola mais procurada no Google

Com inúmeras críticas ao golpe e à perda de direitos dos brasileiros, a vice-campeão do Rio de Janeiro conquistou a internet

No Twitter, houve 580 mil menções à Paraíso do Tuiuti, no Brasil, desde a noite de domingo (11), segundo levantamento da FGV/DAPP – Foto: Reprodução/YouTube O desfile da Paraíso do Tuiuti foi o maior fenômeno do Carnaval do Rio de Janeiro. De sexta-feira (9) até a manhã desta quinta (15), a escola de samba brasileira mais procurada no Google foi a Paraíso do Tuiuti. De todas as buscas sobre escolas, 79% foram pelo nome da segunda colocada do Carnaval carioca, que criticou Temer e a reforma trabalhista. Depois, vieram Beija-Flor (8%) e Portela (5%). Nas buscas, as paulistas Gaviões da...

No Twitter, houve 580 mil menções à Paraíso do Tuiuti, no Brasil, desde a noite de domingo (11), segundo levantamento da FGV/DAPP – Foto: Reprodução/YouTube

O desfile da Paraíso do Tuiuti foi o maior fenômeno do Carnaval do Rio de Janeiro. De sexta-feira (9) até a manhã desta quinta (15), a escola de samba brasileira mais procurada no Google foi a Paraíso do Tuiuti. De todas as buscas sobre escolas, 79% foram pelo nome da segunda colocada do Carnaval carioca, que criticou Temer e a reforma trabalhista. Depois, vieram Beija-Flor (8%) e Portela (5%). Nas buscas, as paulistas Gaviões da Fiel e Mancha Verde apareceram na rabeira, ambas com 4%. As informações são da coluna de Ancelmo Gois em O Globo.

No Twitter, houve 580 mil menções à Paraíso do Tuiuti, no Brasil, desde a noite de domingo (11), segundo levantamento da FGV/DAPP. A Beija-Flor foi citada 338 mil vezes, seguida por Mangueira (136,3 mil) e Portela (80 mil).

Veja também:  Juliano Medeiros convida prefeito de Nova Iorque para visitar o Brasil: “Venha conhecer o povo que repudia Bolsonaro”

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum