ASSISTA
02 de outubro de 2016, 21h21

Com discurso “apolítico”, Doria encarna ódio ao PT e leva eleição no primeiro turno

O tucano ainda fez a campanha dizendo ser um trabalhador e seu discurso cai como uma luva para o eleitorado paulistano. Doria fecha as eleições com 53% dos votos e agora, definitivamente, se torna político Por Redação O candidato João Dória (PSDB) confirmou o favoritismo e conseguiu ganhar a eleição para a Prefeitura de São […]

O tucano ainda fez a campanha dizendo ser um trabalhador e seu discurso cai como uma luva para o eleitorado paulistano. Doria fecha as eleições com 53% dos votos e agora, definitivamente, se torna político

Por Redação

O candidato João Dória (PSDB) confirmou o favoritismo e conseguiu ganhar a eleição para a Prefeitura de São Paulo no 1º turno com 53% dos votos válidos. O tucano fez uma campanha baseada no discurso de negação a política, de ódio ao PT e conseguiu convencer o eleitorado paulistano.

Mesmo com uma arrancada impressionante, o candidato a reeleição Fernando Haddad (PT) conseguiu 16% dos votos e ficou em segundo lugar. O terceiro colocado é Celso Russomanno (PRB) 13%.

Veja a ordem final da disputa da Prefeitura de São Paulo:

1º lugar: João Dória (PSDB) – 53%

2º lugar: Fernando Haddad (PT) – 16%

3º lugar: Celso Russomanno (PRB) – 13%

4º lugar: Marta Suplicy (PMDB) – 10%

Brancos e nulos: 16%