Imprensa livre e independente
25 de abril de 2019, 18h02

Com governo Bolsonaro, diminui o apoio aos militares no poder, diz Ibope

“Não é um movimento ideológico da opinião pública. É pragmático. O governo não está atendendo as expectativas quanto aos problemas mais imediatos das pessoas: emprego, saúde, educação e segurança”, diz a CEO do Ibope Inteligência, Márcia Cavallari

Pesquisa inédita divulgada pelo Ibope nesta quinta-feira (25) mostra que desde o início do mandato de Jair Bolsonaro houve uma diminuição de 13% entre os eleitores que acham uma boa ou ótima ideia um governo militar no Brasil. Segundo o levantamento, em janeiro, logo após a posse, 62% dos brasileiros idealizavam os militares no poder. Já em abril, esse índice baixou para 49%. Apesar de ainda ser uma taxa alta de apoiadores, o instituto aponta ainda que o percentual dos que acham o conceito de governo marcial ruim ou péssimo cresceu de 32% para 45%. “Ou seja, os 30 pontos que...

Pesquisa inédita divulgada pelo Ibope nesta quinta-feira (25) mostra que desde o início do mandato de Jair Bolsonaro houve uma diminuição de 13% entre os eleitores que acham uma boa ou ótima ideia um governo militar no Brasil. Segundo o levantamento, em janeiro, logo após a posse, 62% dos brasileiros idealizavam os militares no poder. Já em abril, esse índice baixou para 49%.

Apesar de ainda ser uma taxa alta de apoiadores, o instituto aponta ainda que o percentual dos que acham o conceito de governo marcial ruim ou péssimo cresceu de 32% para 45%. “Ou seja, os 30 pontos que separavam apoiadores de detratores da ideia viraram quatro. Os dois grupos estão no limite de um empate técnico, já que a margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. Para os que trocaram de lado, a experiência de ter um ex-militar no comando do país não está fazendo justiça à esperança que tinham nesse tipo de governo”, afirma José Roberto Toledo, na Piauí. A pesquisa foi realizada a pedido do veículo.

Veja também:  Investigado, ex-assessor de gabinete de Bolsonaro não tem registro de entrada na Câmara

“Não é um movimento ideológico da opinião pública. É pragmático. O governo não está atendendo as expectativas quanto aos problemas mais imediatos das pessoas: emprego, saúde, educação e segurança”, disse a CEO do Ibope Inteligência, Márcia Cavallari, à Piauí.

Outros dados trazidos pelo levantamento revelam que só depois do movimento pró-impeachment de Dilma Rousseff é que começou a crescer o apoio a um governo militar. A maioria dos brasileiros achava a ideia de um governo militar no país ruim ou péssima: 52% em 1997, 62% em 2006 e 60% em 2014. Hoje, de acordo com o Ibope, os evangélicos são os mais favoráveis a um governo fardado: 57% acham a ideia boa ou ótima.

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum

#tags