Imprensa livre e independente
02 de outubro de 2018, 22h22

Começa o debate de SP e Doria faz dobradinha com candidato de Bolsonaro

Rodrigo Tavares, do PRTB, escolheu Doria (PSDB) para a sua primeira pergunta e deu ao tucano a oportunidade de fazer propaganda de seu "Corujão da Saúde"

Reprodução/Twitter
A Globo realiza na noite desta terça-feira (8) o debate entre os candidatos ao governo de São Paulo. O encontro entre os postulantes começou com Rodrigo Tavares (PRTB), o candidato de Jair Bolsonaro no estado, escolhendo João Doria (PSDB) para sua primeira pergunta. Apesar de ter dito, no início da pergunta, que São Paulo “piorou” nos últimos dois anos, Tavares encampou mais uma dobradinha com Doria. Ele perguntou o que o ex-prefeito faria na área da saúde, dando a oportunidade para o tucano fazer propaganda do “Corujão da Saúde”. “Vamos ampliar o Corujão da Saúde, que foi um sucesso. Zeramos...

A Globo realiza na noite desta terça-feira (8) o debate entre os candidatos ao governo de São Paulo. O encontro entre os postulantes começou com Rodrigo Tavares (PRTB), o candidato de Jair Bolsonaro no estado, escolhendo João Doria (PSDB) para sua primeira pergunta.

Apesar de ter dito, no início da pergunta, que São Paulo “piorou” nos últimos dois anos, Tavares encampou mais uma dobradinha com Doria. Ele perguntou o que o ex-prefeito faria na área da saúde, dando a oportunidade para o tucano fazer propaganda do “Corujão da Saúde”.

“Vamos ampliar o Corujão da Saúde, que foi um sucesso. Zeramos as filas de exames”, disse. O programa, no entanto, teve suas contas bloqueadas pelo Tribunal de Contas do Município (TCM) por irregularidades. Saiba mais aqui.

Na réplica, Tavares se limitou a dizer o que faria na área, sem apresentar qualquer contraponto ao seu adversário.

Veja também:  Ali Kamel defende cobertura do Jornal Nacional em caso Moro e reage à comparação com Zorra Total

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum