ASSISTA
14 de Maio de 2012, 08h00

Comissão da Verdade será instalada nesta quarta, 16

Os sete integrantes foram anunciados na última semana.Para coordenador da Frente de Defesa da Memória, da Verdade e Justiça, Ary Noronha, as indicações foram boas Por Igor Carvalho  Já é público o nome dos sete integrantes que vão compor a Comissão da Verdade. A comissão terá dois anos para investigar as violações aos direitos humanos […]

Os sete integrantes foram anunciados na última semana.Para coordenador da Frente de Defesa da Memória, da Verdade e Justiça, Ary Noronha, as indicações foram boas

Por Igor Carvalho 

Já é público o nome dos sete integrantes que vão compor a Comissão da Verdade. A comissão terá dois anos para investigar as violações aos direitos humanos cometidas durante o período da ditadura militar no Brasil (1964-1984). Os indicados tomarão posse em cerimônia na próxima quarta-feira (16), que instalará a comissão. Os nomes foram publicados no Diário Oficial da União desta sexta-feira (11), o decreto está assinado pela presidente Dilma Roussef e a ministra da da Casa Civil Gleisi Hoffmann.
Os integrantes da comissão serão: o jurista José Paulo Cavalcante Filho; a psicanalista Maria Rita Kehl ; ex-procurador-geral da República Cláudio Lemos Fonteles; o ex-ministro da Justiça José Carlos Dias; a advogada Rosa Maria Cardoso Cunha – que defendeu a presidenta Dilma durante a ditadura militar; o professor Paulo Sérgio Soares, que recentemente integrou uma missão da Organização das Nações Unidas (ONU) na Síria; o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Gilson Langaro Dipp.

De acordo com o porta-voz da Presidência da República, Thomas Traumann, todos os nomes foram selecionados pessoalmente por Dilma, que usou como critérios a conduta ética e a atuação na promoção dos direitos humanos.

A comissão terá liberdade para colher depoimentos e requerer documentos que possibilitem aprofundar a investigação sobre os crimes cometidos durante a ditadura militar. Apesar de apontar fatos e culpados, a comissão não terá poder de punição. O presidente da comissão ainda será escolhido e de acordo com Traumann, estarão presentes na primeira audiência, quarta-feira (16), os ex-presidentes José Sarney, Fernando Collor, Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva.

Para Ary Noronha, coordenador da Frente de Defesa da Memória, da Verdade e Justiça,  formada por parentes de diversos desaparecidos políticos, a escolha dos nomes foi sensata. “Foram boas indicações, agora é aguardar o trabalho deles. Vamos torcer e aguardar que nos respondam aonde estão os desaparecidos. Vamos apoiá-los.”

Foto: Flickr/Fora do Eixo