Imprensa livre e independente
26 de março de 2019, 13h16

Como Bolsonaro, Paulo Guedes foge do debate sobre Previdência, diz Paulo Pimenta

Líder do PT na Câmara criticou suspensão da ida do ministro à CCJ em reunião que selou posição contrária de 6 partidos à PEC da Previdência; oposição tenta convocar Guedes

Paulo Pimenta é líder do PT na Câmara
Líder do PT na Câmara Federal, o deputado Paulo Pimenta (PT-RS) declarou que, assim como Jair Bolsonaro (PSL) na campanha eleitoral, o ministro da Economia, Paulo Guedes, fugiu do debate sobre a Reforma da Previdência ao cancelar sua participação na reunião da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa agendada para esta terça-feira (26). “Não é uma questão menor terem suspendido a vinda do Paulo Guedes. Bolsonaro, durante a campanha eleitoral, também sempre fugiu dos debates. Foi um candidato covarde, que nunca esteve disposto a dialogar, ser sabatinado”, comentou na manhã desta terça. O parlamentar disse ter lido ainda...

Líder do PT na Câmara Federal, o deputado Paulo Pimenta (PT-RS) declarou que, assim como Jair Bolsonaro (PSL) na campanha eleitoral, o ministro da Economia, Paulo Guedes, fugiu do debate sobre a Reforma da Previdência ao cancelar sua participação na reunião da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa agendada para esta terça-feira (26).

“Não é uma questão menor terem suspendido a vinda do Paulo Guedes. Bolsonaro, durante a campanha eleitoral, também sempre fugiu dos debates. Foi um candidato covarde, que nunca esteve disposto a dialogar, ser sabatinado”, comentou na manhã desta terça.

O parlamentar disse ter lido ainda que o ministro da Economia teria atendido, a pedido de deputados governistas preocupados com a provável vitória da oposição, que representaria sua participação na reunião do colegiado.

“Ele não teria argumentos para contrapor tudo aquilo o que nós temos dito e denunciado sobre o caráter dessa reforma (…) Fugiu da raia!”, falou Pimenta.

As declarações foram dadas durante encontro entre presidentes e lideranças na Câmara do PT, PDT, PSB, PSOL, PCdoB e Rede, que selou a unidade das legendas de esquerda e centro-esquerda contra a Reforma da Previdência.

Veja também:  Damares se arrepende de nomear “ex-feminista” Sara Winter

A informação chegou ao encontro pela deputada federal Maria do Rosário (PT-RS).

Após a reunião, o líder da oposição na Casa, deputado Alessandro Molon (PSB-RJ), informou que já estavam sendo recolhidas assinaturas para requerimento extra-pauta da CCJ, na tentativa de convocar Paulo Guedes.

“Foi feito um acordo do governo com a oposição de que o ministro viria hoje (26) responder a perguntas sobre sua proposta. Como o acordo foi rompido, nós convocaremos. Ele poderia ter vindo por bem. Como não veio, virá convocado”, acredita o parlamentar.

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum