01 de dezembro de 2018, 10h02

Como outros presidentes cumprimentam o assessor que Bolsonaro bateu continência? Vídeo

Vídeo traz compilação de encontros do assessor de Segurança dos EUA, John Bolton, com outros líderes de Estado 

Nesta semana, o presidente eleito, Jair Bolsonaro, prestou continência para o assessor de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, antes de uma reunião entre os dois no Rio de Janeiro. O vídeo viralizou e causou polêmica, ao mostrar a subserviência do presidente aos norte-americanos. A página Além das Sombras fez um vídeo onde compila o encontro do assessor de Trump com outros líderes. A peça destaca que a maioria dos líderes mundiais não recebe Bolton porque lida diretamente com o presidente dos EUA.

Após o encontro com o assessor, Bolsonaro disse que teve “uma muito producente e grata reunião com o Conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton. Estive acompanhado de nosso futuro Ministro da Defesa (General Fernando), Relações Exteriores (Ernesto Araújo) e com o Chefe do Gabinete de Segurança Institucional (General Heleno)”.

Bolton fez escala no Brasil no seu caminho para Buenos Aires, onde participa do encontro do G-20. Ele é um dos conselheiros principais de Donald Trump sobre política externa. É crítico aos governos da Venezuela, Cuba e Nicarágua, tendo por costume chamá-los de ‘Troica da Tirania’.