15 de janeiro de 2019, 15h38

Confirmada a nomeação da nora de Miriam Leitão para a Comunicação de Moro

Fórum adiantou em dezembro e a nomeação de Giselly Siqueira para a assessoria de comunicação do Ministério da Justiça foi confirmada ;esposa de Vladimir Netto, repórter da Globo, filho de Miriam Leitão e autor de um livro sobre a Operação Lava Jato e o juiz Sérgio Moro, Giselly trabalhava na PGR e atribui-se a isso o fato de o marido ter conseguido certos “furos”

Reprodução
O governo de Jair Bolsonaro confirmou nesta segunda-feira (14) uma informação que havia sido adiantada pela Fórum em 16 de dezembro: a jornalista Giselly Siqueira foi confirmada como a nova chefe da assessoria de comunicação do Ministério da Justiça, comandado por Sérgio Moro. O ato de nomeação foi assinado pelo ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e publicado ontem no Diário Oficial da União. Giselly é esposa de Vladimir Netto, repórter da TV Globo e filho de Miriam Leitão, da GloboNews e sua indicação não vem à toa: ela tem proximidade com seu chefe, o ex-juiz de Curitiba que, antes de assumir o Ministério da...

O governo de Jair Bolsonaro confirmou nesta segunda-feira (14) uma informação que havia sido adiantada pela Fórum em 16 de dezembro: a jornalista Giselly Siqueira foi confirmada como a nova chefe da assessoria de comunicação do Ministério da Justiça, comandado por Sérgio Moro. O ato de nomeação foi assinado pelo ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e publicado ontem no Diário Oficial da União.

Giselly é esposa de Vladimir Netto, repórter da TV Globo e filho de Miriam Leitão, da GloboNews e sua indicação não vem à toa: ela tem proximidade com seu chefe, o ex-juiz de Curitiba que, antes de assumir o Ministério da Justiça, era a principal estrela da Lava Jato. Vladimir, esposo de Giselly, escreveu em 2016 um livro sobre a Operação Lava Jato com o rosto de Sérgio Moro na capa e repleto de elogios.

A nora de Miriam Leitão já foi assessora-chefe do Supremo Tribunal Federal (STF) na gestão do ministro Gilmar Mendes e trabalhou como assessora da Procuradoria-Geral da República (PGR) quando se casou com Vladimir.

Um conceituado jornalista de Brasília afirmou à Fórum que, quando Giselly trabalhava no órgão, a TV Globo, emissora de seu marido e de sua nora, enviava um motoqueiro para buscar informações vazadas do órgão em primeira mão.

Segundo o Blog do Esmael, que foi o primeiro veículo a confirmar a nomeação de Giselly, há outro detalhe sobre a esposa de Vladimir: em seu perfil no Linkedin, Giselly se apresenta como Consultora na “Vnetto” Comunicação. “Vnetto” nada mais é que a abreviatura de “Vladimir Netto”.